Projeto Afrocientista será apresentado à comunidade acadêmica nesta quarta, 13

Nesta quarta-feira, 13, às 14h, ocorre a abertura do “Projeto Afrocientista - Experiências Educativas de Igualdade Étnico-racial na Universidade”, no auditório Rio Solimões do Instituto de Filosofia, Ciências Humanas e Sociais (IFCHS) – setor Norte do Campus Sede da Universidade Federal do Amazonas (Ufam). O evento é fruto de uma parceria entre Núcleo de Estudo Afro Indígena da Ufam (NEAINC), Departamento de Ações Afirmativas (DPA/Ufam) e Secretaria de Estado de Educação e Qualidade de Ensino (Seduc/AM). A participação é aberta a toda a comunidade acadêmica.

O Projeto busca aproximar os jovens negros oriundos de baixas classes econômicas e que possuam alto potencial de engajamento acadêmico e social no ambiente universitário. Nesse contexto, as ações serão baseadas nas experiências sociais e educativas de igualdade étnico-racial desses jovens estudantes do ensino médio no Amazonas.

A proposta pedagógica do Afrocientista tem fundamento nestes três pilares: iniciação às práticas da ciência; instrumentalização sobre o fazer ciências; e, formação para a cidadania e mobilização social. As atividades – voltadas à pesquisa e à tecnologia – pretendem despertar e incentivar a vocação científica e os talentos.

“A Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as através de parceria firmada com o Instituto Unibanco fornecerá aos estudantes uma bolsa de estudos no valor de R$ 150,00 reais mais uma ajuda de custo para o transporte de deslocamento municipal de 80 reais. A Secretaria de Educação, por meio da GAEED, fará a seleção os/as estudantes do Ensino Médio, que deverá levar em conta critérios estabelecidos no termo de compromisso firmado entre Associação Brasileira de Pesquisadores Negros (ABPN) e Núcleo de Estudos Afro Indígena (NEAINC), além de colaborar para garantir a participação e permanência desses estudantes durante o período estipulado pela ABPN, para isso é necessário força-tarefa para garantir alojamento, alimentação e transporte, tendo em vista que as atividades acontecerão uma vez por mês”, detalha o Termo de Parceria que define as diretrizes gerais do Projeto.

Professora Renilda Aparecida Costa

Possui Graduação em Pedagogia pela Universidade do Planalto Catarinense (1992), Especialização em Educação Infantil e Séries Iniciais (1995), Mestrado em Sociologia Política pela Universidade Federal de Santa Catarina (2001) e Doutorado em Ciências Sociais pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos – Unisinos (2011). Professora adjunta da Ufam, ela atua na área da Sociologia da Educação e no Programa de Pós-graduação Sociedade e Cultura na Amazônia. É coordenadora do Núcleo de Estudos Afro Indígena (NEAINC).

Informações: (92) 99183-6579 (Professora Renilda Costa)