Ufam divulga calendário de colações de grau 2018/1

Universidade Federal do Amazonas divulga calendário de colações 2018/1, de acordo com Portaria nº1099/2018. 

 

Agricultura Familiar na Amazônia é tema de Wokrshop

II Workshop de Pesquisa e Agricultura Familiar: Fortalecendo a Interação Ensine e PD&I para a Sustentabilidade, reúne alunos, professores, pesquisadores e agentes sociais, proporcionando intercâmbio científico e cultural de ideias, análises e debates relacionados a problemas enfrentados no meio rural. O evento é uma realização da Ufam e Embrapa Amazônia Ocidental, e acontece até o dia 23 de novembro, noAuditório Rio Solimões, no Instituto de Filosofia, Ciências Humanas e Sociais (IFCHS, antigo ICHL) da Universidade Federal do Amazonas.

Segundo o agrônomo do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário do Estado do Amazonas (Idam), Antônio Claret, eventos dessa natureza devem continuar. “O tema é importante para a sociedade, o objetivo é que a pesquisa, o ensino e a extensão rural, possam de uma forma conjunta chegar até o agricultor familiar e melhorar as condições de vida dele.”

Durante os três dias de evento, especialistas de diferentes instituições debatem temas referentes à agricultura familiar na região. A programação conta com palestras, mesas-redondas, além de sessões temáticas com apresentações de trabalhos de alunos, professores e pesquisadores. Diversos temas vão estar em debate durante o evento, como desenvolvimento econômico-social e agricultura familiar, territórios e políticas públicas na Amazônia; meio ambiente e sustentabilidade; organização social, cooperativismo e associativismo no meio rural; comercialização e mercados para agricultura familiar; entre outros temas. 

Neste evento, vários profissionais e pesquisadores expõe suas opiniões sobre a agricultura e o agricultor familiar que pode ser caracterizado como aquele que tem em sua base mão de obra familiar. Segundo o professor de economia da Ufam, Luis Roberto, não se pode privar o agricultor das inovações, das tecnologias e do melhoramento genético “O agricultor tem as mesmas necessidades que um urbano tem, ele quer ter um televisor, quer ter um carro, quer dar educação para os filhos, então a agricultura tem que ser tratada como negócio e precisa ser organizado como empresa.”

A partir desses debates, o objetivo é aprofundar teorias, metodologias e tecnologias que possam contribuir para o avanço da pesquisa e a introdução de inovação na agricultura familiar na Amazônia. 

Para mais informações sobre o evento, acesse: https://www.even3.com.br/wpaf2017

Primeira Prefeita do Campus Universitário, a arquiteta e urbanista Carmem Silvia Guimarães destaca as prioridades de sua gestão

 

Prefeita do Campus universitário Carmem Silvia Viana Guimarães trabalha na UFAM há nove anos e é especialista em Sistemas Construtivos e em Arquitetura SacraPrefeita do Campus universitário Carmem Silvia Viana Guimarães trabalha na UFAM há nove anos e é especialista em Sistemas Construtivos e em Arquitetura SacraResponsável pela fiscalização e pelo acompanhamento das obras contratadas, pela recuperação da infraestrutura, manutenção de equipamentos, serviço de limpeza dos espaços institucionais e pelo oferecimento dos serviços de segurança, a Prefeitura do Campus Universitário (PCU) é um dos órgãos suplementares da Universidade Federal do Amazonas mais demandados pela comunidade universitária. Pela primeira vez a PCU está sob o comando de uma mulher, a arquiteta e urbanista Carmem Silvia Viana Guimarães, que trabalhou por mais de vinte anos em diversas construtoras em Manaus e ingressou na UFAM há quase dez anos. Especialista em Sistemas Construtivos e em Arquitetura Sacra, Carmem Silvia tem entre seus trabalhos de destaque a reforma da Igreja de Nossa Senhora de Fátima, no tradicional bairro Praça 14 de Janeiro.

Ao ingressar na UFAM, ela foi lotada na Prefeitura do Campus Universitário, onde ficou responsável por elaborar projetos arquitetônicos e de fiscalização de obras. Ela também foi uma das responsáveis pela ativação do Ambulatório Araújo Lima e fez parte do Conselho do Hospital Universitário Getúlio Vargas para conseguir recursos e realizar projetos. Com o plano de gestão 2017-2021 em mãos, ela agradeceu o convite do reitor e do vice-reitor e destacou as prioridades de sua administração. “Quero dizer, primeiramente, que fiquei muito lisonjeada com o convite do professor Puga e do professor Cohen. Ao mesmo tempo, eu me senti pequena diante do cargo que assumi, pois é uma grande responsabilidade. Mas como sou cristã, sei que se Deus me escolheu é porque ele irá me fazer capaz e me dará a condição para realizar o trabalho. Quero fazer um trabalho que tenha efeito na Universidade e, para fazer uma gestão que corresponda às expectativas e à confiança que foi depositada em mim, eu inseri no meu plano de trabalho atividades que devem ser executadas em curto, médio e longo prazos”.

Prioridades

Recuperação da Estrada do Campus Universitário está entre as prioridades no Plano de Trabalho da Prefeitura do CampusRecuperação da Estrada do Campus Universitário está entre as prioridades no Plano de Trabalho da Prefeitura do CampusNos seis meses iniciais de administração será executado o Plano Emergencial, o qual inclui iniciativas como a verificação da situação dos contratos de limpeza, manutenção, segurança e os de construção em andamento. No mesmo período, será levantada a situação dos carros e dos motoristas e realizadas reuniões com os responsáveis pela limpeza para organizar, de modo centralizado, os bens inservíveis que estão espalhados inadequadamente pelo Campus Universitário para que seja providenciada a destinação legal, provavelmente, reciclagem, via projetos sociais. A prefeita ressalta a possibilidade de recuperação da estrada do Campus. “A recuperação da estrada principal do campus é uma prioridade para nós. Vamos verificar a possibilidade de recuperá-la, especialmente, nos pontos que estão oferecendo perigo à comunidade que a utiliza. Outra prioridade que destaco é a sistematização dos processos, viabilizada pela instalação de novos softwares da área de Engenharia o que, até então, não era realizada no âmbito da Prefeitura do Campus”, declarou a prefeita.

 

Demais investimentos

Grupo de Trabalho que avaliará a viabilidade de adoção de energia solar na UFAM será um dos Grupos Estratégicos previstos no Mapa de Ações da PCUGrupo de Trabalho que avaliará a viabilidade de adoção de energia solar na UFAM será um dos Grupos Estratégicos previstos no Mapa de Ações da PCUA parceria com as unidades acadêmicas, tanto para a descentralização de serviços de manutenção quanto para os serviços de consultoria especializada; a criação de uma página virtual da Prefeitura do Campus na qual serão disponibilizadas todas realizações da PCU; a criação de grupos de trabalho e a busca de recursos para dar continuidade às obras planejadas no PDI e também para as que não estão contempladas no Plano de Desenvolvimento Institucional também constam no Mapa Estratégico de Ações da Prefeitura do Campus. “A médio prazo, mais ou menos dois anos, e dependendo dos recursos, pretendemos investir na melhoria dos processos de transporte, nas parcerias com as unidades acadêmicas, tanto para a descentralização de serviços de manutenção quanto para os serviços de consultoria especializada; na formação de grupos de trabalho, como o de Acessibilidade, de Meio Ambiente e de atualização do Plano Diretor do Campus; na adoção de processos de transparência e, em longo prazo, realizar as obras demandadas pelas unidades acadêmicas. É evidente que esse Plano Estratégico de Ação possui caráter dinâmico. Vamos trabalhar com as prioridades e encaixar, de forma  responsável, as emergências que surgirem durante a gestão”, afirmou a gestora.