Servidores aprendem sobre nova norma de contratação de serviços

 

Andrea Ache, da equipe do MPOG, orienta sobre exigências da norma.Andrea Ache, da equipe do MPOG, orienta sobre exigências da norma.

Sandra Siqueira
Equipe Ascom

Representante do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPOG) orienta servidores da Ufam sobre norma quanto à contratação de serviços. Capacitação ocorre nesta quarta-feira, 20, no auditório da Faculdade de Ciências Farmacêuticas, setor Sul do campus universitário.

Em vigor desde maio de 2017, a Instrução Normativa Nº 05 do MPOG (IN 05) estabelece os novos procedimentos a serem observados na hora de preparar o edital que contemple a contratação de serviços no âmbito das instituições públicas. Com o objetivo de tornar os servidores capazes de planejar, executar e gerir os contratos de forma alinhada com a nova regra, a analista do Departamento de Normas de Sistemas de Logística do MPOG, Andréa Ache, apresentou as particularidades de cada etapa do processo. “A IN veio tirar as pessoas da acomodação e fazê-las pensar antes de contratar. Ela faz você ouvir o mercado para trazer o que de melhor e mais prático existe para as instituições”, declarou a palestrante.

De acordo com a analista, a IN 05 não contempla a contratação de empresas para realização de obras, mas somente de serviços, e para tanto, um dos pontos a serem considerados no processo é a integração entre setores responsáveis, entre eles, o setor de licitação para se conhecer as dificuldades encontradas na execução de contratos anteriores. “O processo pode envolver diferentes setores, mas o contrato será apenas um. Por isso, é recomendado o trabalho intergrado para prevenir equívocos”, disse Andréa Ache.

Servidores da capital e do interior participam de curso de capacitação.Servidores da capital e do interior participam de curso de capacitação.Aracely Perez atua como gerente substituta de licitação e pregoeira do setor de Licitação do Instituto de Natureza e Cultura, em Benjamin Constant, e para ela o curso desta quarta-feira é fundamental, pois a partir de 2019 os institutos fora da Sede passarão a realizar a contratação de serviços para suas unidades. “Estou gostando bastante do curso. A professora é bem didática em relação ao ensino da nova IN, que é muito importante para a contratação. Esta sendo muito interessante e bem proveitoso”, comentou Aracely.  “Estou recente no setor de licitação e essa capacitação era fundamental, porque você precisa conhecer bem a teoria para poder aplicar nos contratos”, conta a servidora.

Também responsável pelo serviço, mas na Prefeitura do Campus Universitário (PCU), George Matos diz que a IN 05/2017 trouxe pontos positivos como a exigência do estudo preliminar e da análise de riscos do contrato. Segundo ele, tais requisitos permitem avaliar a viabilidade ou não do serviço. “Antigamente se fazia um termo de referência para determinado serviço sem essa dimensão do que iria gerar tanto quanto a recursos quanto ao impacto ambiental, então, agora estamos tendo mais cuidado com isso”, revelou.

 

Copa do Mundo de Futebol de Mesa reúne discentes e egressos no Centro de Convivência

Entre jogadores experientes e iniciantes, diversos alunos participaram do eventoEntre jogadores experientes e iniciantes, diversos alunos participaram do evento
 
Por Carlos William
Equipe Ascom Ufam

Para estimular a integração entre os estudantes e fortalecer a torcida pela seleção brasileira na busca pelo hexa, a Universidade Federal do Amazonas (Ufam) iniciou na tarde desta terça-feira, 19, a Copa do Mundo Acadêmica de Futebol de Mesa. A competição ocorrerá também no dia 20 de junho, quarta-feira, das 12h às 14h, para não comprometer as atividades acadêmicas.

A iniciativa é promovida pela Pró-reitoria de Extensão (Proext) e pelo projeto de extensão da Faculdade de Educação Física e Fisioterapia (Feff), intitulado Ludorama. Conforme afirma o pró-reitor de Extensão, professor Ricardo Bessa, “é necessário sacudir a Universidade, torná-la mais alegre, fazendo com que as pessoas vivenciem a Universidade”. “A ideia é fazer com que haja competição entre os cursos”, explicou a professora Cláudia Guerra, diretora do Departamento de Programas Acadêmicos (DPA/Proext).

Estudantes de diversos cursos de graduação participaram da antiga brincadeira já consolidada enquanto esporte mundialmente. Presente no evento, o presidente da Federação Amazonense de Futebol de Mesa, Winnetou Almeida reiterou a importância do caráter socializador de esportes e jogos de tabuleiro, que contribuem para o impedimento da possível alienação em consequência do contato compulsivo com plataformas eletrônicas, especialmente smartphones.

Os times foram compostos individualmente ou em duplasOs times foram compostos individualmente ou em duplas“É perceptível que o jogo foi muito bem aceito pelos discentes, inclusive pela ampla participação feminina”, observou Winnetou, que é egresso do curso de Educação Física da Ufam. “A Federação de Futebol de Mesa foi resgatada há cerca de um ano, por meio do contato que estabeleci a partir do ano de 2008 com membros da Associação Manauara de Futebol de Mesa, oportunidade que tive para relembrar as partidas da infância, na década de 1980 e, atualmente, sou também jogador”, recordou ele, ao informar que a expectativa é criar, por meio de parceira com a Proext, um núcleo específico para este esporte na Ufam.

Atuante no projeto Ludorama e aluno de Engenharia Mecânica, Igor Santos afirma que jogos de tabuleiro fazem parte de seu cotidiano desde os tempos de criança e que alguns dos propósitos centrais do evento são unificar pessoas, aproximar amigos e familiares, através da divulgação dos jogos.

“Já promovemos edições na Arena da Amazônia, no Paço da Liberdade e em escolas. Em uma delas, presenciamos um encontro entre pai e filho que não mantinham contato e o pai, emocionado, agradeceu aos membros do projeto, o que foi gratificante”, contou o estudante.

Já o discente do curso de Educação Física, Diego Lima, esteve em um jogo de futebol de mesa pela primeira vez e, apesar da dificuldade constatada por ele, apresentou otimismo em relação às partidas futuras. “A experiência foi bastante divertida, ações assim no ambiente acadêmico são muito importantes. É um jogo difícil para iniciantes, mas esta é uma questão de prática”, avaliou.

Entretenimento e Socialização

O presidente da Federação Amazonense de Futebol de Mesa, Winnetou Almeida (ao centro), prestigiou as atividadesO presidente da Federação Amazonense de Futebol de Mesa, Winnetou Almeida (ao centro), prestigiou as atividades

Além da Copa do Mundo de Futebol de Botão, toda a comunidade universitária da Ufam pode participar das competições de jogos de tabuleiro e eletrônicos promovidos pelo projeto Ludorama, coordenado pelo professor Gilmar Couto, e realizado de segunda a sexta, das 9h às 19h, também no Centro de Convivência da Ufam. São oferecidas atividades como pebolim, torneio de poker, UNO, Just Dance, Fifa e PES, entre outros.

Atividades em dias de jogos da seleção

Para envolver a comunidade em torno do clima da Copa do Mundo 2018 e com base na Portaria Nº 143/2018 do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPOG), que estabelece horário especial nos órgãos e entidades da Administração Federal direta, autárquica e fundacional nos dias de jogos da Seleção Brasileira, as atividades acadêmicas da Ufam serão suspensas nos turnos em que forem realizadas as partidas. De acordo com o documento do MPOG, a liberação é condicionada à reposição das atividades. No caso específico da Universidade, as aulas não realizadas devem ser repostas de acordo com a orientação dada pelos departamentos acadêmicos dos cursos. 

Prefeitura do Campus informa sobre funcionamento do setor no período de 20 a 22 de junho

A Prefeitura do Campus informa que de 20 a 22 de junho funcionará parcialmente por que os servidores do setor participarão do curso de NR 05. A partir do  de 25 de junho, as atividades voltarão ao normal.