Parceria entre Sepror e Fazenda Experimental da Ufam promove curso de capacitação de prestadores de serviços

Professor Raimundo Leite explica a prestadores de serviços o funcionamento do trator. Professor Raimundo Leite explica a prestadores de serviços o funcionamento do trator. Por Juscelino Simões 
Equipe Ascom

A Fazenda Experimental da Universidade do Amazonas foi palco na sexta-feira, 7, do Curso básico para operadores e prestadores de serviços do Promecanização 2ª estapa, promovido pela Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), em parceria com a Ufam e outros órgãos do Estado. O curso foi ministrado pelos professores da Ufam, Raimundo Leite e Jaisson Miyosi Oka.

A mecanização agrícola pode parecer uma forma de expulsão do trabalhador do setor rural para o setor urbano. No Amazonas, o setor rural é incipiente neste aspecto e este fato influencia diretamente na produção agrícola. O processo de produção agrícola no Amazonas ainda é baixo e praticamente manual. A partir desse entendimento é que o governo do Estado ofereceu a operadores e prestadores de serviços um curso básico de manuseio de máquinas agrícolas. A mecanização diminui o esforço físico do produtor rural e impacta na melhoria do solo, na produtividade e na qualidade de vida.

O curso foi promovido pela Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), com o apoio de outros órgãos do governo do Estado (Afeam, Idam), do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Amazonas (CREA-AM) e da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), com o intuito de qualificar profissionais dos prestadores de serviços com o objetivo de aumento da produtividade rural no Amazonas.

Algumas empresas de serviços oferecem a agricultores o aparelhamento do solo para o plantio por meio de operadores de máquinas, responsáveis técnicos de empresas e prestadores de serviços do Programa no estado do Amazonas. O curso, ministrado pelos professores da Faculdade de Ciências Agrárias (FCA), Raimundo Leite e Jaisson Miyosi, abordou o manuseio do equipamento na preparação do solo, ressaltando a contextualização das operações do Programa de Mecanização, noções básicas de física e fertilidade dos solos, entre outros pontos abordados pelos professores.

A Sepror criou o ‘Programa de Mecanização Agrícola – Promecanização’ direcionado para o desenvolvimento do setor agrícola do Amazonas e o curso oferecido na Fazenda Experimental da Ufam, localizada na BR 174, Km 922, é a 2ª etapa do Programa. A Fazenda recebeu mais de 150 pessoas que participaram de uma parte teórica e outra prática do curso a partir das 9h, se estendendo até às 17h, da última sexta-feira, 7.

O secretário de Estado de Produção Rural, Petrúcio Magalhães, destacou a importância do curso para o desenvolvimento do setor rural do Amazonas. “O curso é para melhorarmos os recursos humanos para ampliar a produção agrícola do setor primário no Amazonas. A Ufam contribui enormemente para promover a profissionalização do setor rural do Estado”, destacou Petrúcio Magalhães.

A diretora da Fazenda Experimental da Ufam, Albejamere Pereira Castro, ressaltou a parceria da Ufam com a Sepror na formação de mão deDiretora da Fazenda Albejamere Pereira recebendo camisa do curso do secretário da Sepror, Petrúcio MagalhãesDiretora da Fazenda Albejamere Pereira recebendo camisa do curso do secretário da Sepror, Petrúcio Magalhães obra qualificada. “A parceria entre a Ufam e a Sepror é importante na formação de mão de obra qualificada para o setor primário do Amazonas. A ideia é fortalecer a parceria entre a Fazenda Experimental e a Secretaria de Agricultura do Estado para promover outros cursos com o objetivo de melhoria da agricultura no Estado”, ressaltou a diretora da Fazenda, Albejamere Pereira Castro.

“Tem sempre alguma coisa nova a aprender. Foi bom vir aqui e participar do curso e aprender manipular a máquina no processo de preparação do solo. Às vezes tem alguma informação sobre o manuseio do trator que não sabemos e aqui estamos vendo como utilizar todo o equipamento”, afirmou o agricultor e prestador de serviço de Manacapuru, Natan Costa.

“É a primeira vez que fazemos uma parceria junto com a Sepror com objetivo de capacitar os produtores, e os que prestam serviços aos produtores, a manusearem o equipamento de forma correta, consciente. É uma importante iniciativa para podermos mudar a realidade da mecanização no Amazonas”, destacou o professor Raimundo Leite.

O professor da FCA, Jaisson Miyosi Oka, afirmou que a mecanização é importante no fortalecimento da agricultura do Amazonas. “A pedido da Sepror, com a parceria da Ufam, ministramos o curso, junto a esse programa de Mecanização do governo, com objetivo de fortalecimento da agricultura do Amazonas”, disse Jaisson Miyosi.