Universidade forma 42 licenciados em Letras

 
Por Juscelino Simões
Equipe Ascom/Ufam

Na noite da última segunda-feira, 15, a Universidade Federal do Amazonas realizou solenidade de outorga de grau de mais de 40 formandos dos cursos de licenciatura em Letras-Línguas Inglesa, Francesa, Libras e Língua e Literatura Portuguesa da Faculdade de Letras da Universidade Federal do Amazonas (Flet/Ufam). A cerimônia foi presidida pelo reitor da Ufam, professor Sylvio Puga, e ocorreu no auditório Eulálio Chaves, setor Sul do Campus Sede, com a presença de familiares, amigos e docentes.

Além do reitor, compuseram a mesa de honra da formatura o diretor da Flet, professor Wagner Barros Teixeira; o paraninfo da turma do curso de Letras Língua Espanhola, professor Saturnino José Lopes; o paraninfo da turma do curso de Letras Língua Francesa, professor João Luiz de Souza; a paraninfa da turma do curso de Letras Língua Inglesa, professora Regina Maria Marinho; a paraninfa da turma do curso de Letras Língua Libras, professora Elizandra de Lima Bastos; e a paraninfa da turma do curso de Letras Língua e Literatura Portuguesa, professora Nícia Petreceli Zucolo.

“Formar é um momento de celebração”, afirmou o reitor em sua fala aos formandos. Disse ainda que o mercado sempre procura profissionais formados na Ufam e não tem dúvida que os melhores professores são formados aqui.

“É um grande desafio formar pessoas. O nosso papel é formar bons profissionais. Não tenham medo dos desafios, a Ufam está com vocês. Temos trabalhado para melhorar a formação com novas estruturas. O coração de uma universidade são as bibliotecas e, por isso, estaremos construindo novos prédios das bibliotecas. Esse não é um momento de despedida. Nós estamos aqui para recebê-los na pós-graduação. O sucesso espera por vocês”, disse o professor Sylvio Puga.

A paraninfa da turma do curso de Letras Língua e Literatura Portuguesa, Nícia Petreceli Zucolo, utilizou em seu discurso o exemplo de dois filmes e uma música para mostrar aos formandos a importância da formação e dos livros na transformação social. “Os filmes Oblivion e Fahrenheit 451 retratam o medo patológico que o Estado Totalitária tem da Arte, dos livros, da música, da Literatura e da educação. Nesses filmes os personagens principais, inicialmente a serviço do status quo que aposta na ignorância de seus servidores, a fim de manter o controle da sociedade, dando a ilusão de liberdade,  escolha, ordem, de progresso. Após entrarem em contato com a leitura questionam seus superiores. Explicam, a seu modo, a consequente necessidade de amesquinhar a educação, retirando-lhe o potencial da mudança inerente a ela. Se insurgem contra uma condição social subalterna. Finalizam um curso de graduação, mas não é um curso qualquer. É uma licenciatura em Letras e, há, ainda, a Literatura, os perigosos livros. O que vão fazer agora, ao saírem por aquela porta do auditório, não mais como alunos? Vão continuar a celebração conclamada por Renato Russo em 1993 na música ‘Perfeição’? Podem festejar, celebrar ou continuar a usar os livros como instrumento de  insurreição? Usem esse poder para transformar o mundo”, destacou a professora Nícia Zucolo.

O professor do curso de Língua Inglesa, Bruce Osborne destacou a excelência da formação, mas afirmou que o mercado de trabalho é preocupante. “É um momento de alegria para formandos e suas famílias chegar neste momento. A Ufam promove formação de qualidade, mas infelizmente o mercado de trabalho precisa gerar mais vagas”, afirmou o docente.  

O diretor da Faculdade de Letras afirmou que a solenidade de formatura é um momento de festa e desejou sucesso a todos os formandos. “É um momento para festejar. Parabenizo a todos por esse feito em suas vidas. O compromisso de ensinar, da melhor maneira possível, agora é de vocês. Vocês levam o nome desta Instituição em suas formações e precisam expandir o conhecimento para a sociedade”, disse o professor Wagner Teixeira.

A egressa Jéssica Santos da Silva afirmou que foram anos difíceis, mas também de muito orgulho, especialmente por ter sido s primeira da família a se formar em uma universidade federal. “Passei por muitos problemas que acabaram interferindo na minha trajetória acadêmica, mas, ainda assim, sou motivo de orgulho para a minha família, isso porque eu sou a primeira a concluir a graduação em universidade pública. Muitos diriam que é significativo uma negra formando em uma universidade, já que não existem tantos negros no Ensino Superior. É um contraste, pois somos maioria na população brasileira e uma minoria na educação superior”, disse a formanda Jéssica Santos da Silva.

Patronos      

O patrono do curso de Letras Língua Francesa, professor Fernando Scheibe.

O patrono do curso de Letras Língua Inglesa, professor Sérgio Armstrong.

A patronesse dos cursos de Letras, Língua e Literatura Portuguesa, professora Cássia Maria Bezerra do Nascimento.

A homenageada com nome da turma de Língua Inglesa, professora Vanessa Marruche.

A homenageada com nome da turma de Letras Língua e Literatura Portuguesa, professora Soraya Paiva Chain.

Confira a lista de egressos

 

Letras – Língua Espanhola

      BERENICE DA SILVA AMARAL

ANIEL DA COSTA ALVES

GISELI FROTA DE SOUZA NASCIMENTO

 

Letras – Língua Francesa

ANGELICA PIRES DA SILVA CAVALCANTE

DEIVIDE MORAES MARQUES

HEDIANE NAIADE SILVA MONTEIRO

MARIA JOELMA DOS SANTOS

 

Letras – Língua Inglesa

     CAIO FERNANDES FELIX SOARES

ELSON SILVA DOS SANTOS

FERNANDA KAREN MEDEIROS GADELHA

GABRIELLE FERREIRA ANDRADE

GABRYELLE HAYEK CARVALHO

HELDSON KALLEB GOMES SALDANHA

JANAYNA FERREIRA DA SILVA

JESSICA PAZ DA SILVA LAGO

JOSÉ ROBERTO LIMA DA ROCHA

 LINNU PASSOS RODRIGUES 

 LUCAS DA COSTA PEREIRA

 LYSSANDRA EVILLIN KITZINGER

 MARIA BEATRIZ DO NASCIMENTO SANTOS

 MARIA VITORIA QUEIROZ LOPES

 NATALIA MAIA DA SILVA

 SAMELA TORRES PASSOS

 SERLEY PACHECO LEITE BARBOSA

 THAILA DA SILVA DAVI

 WESLEY CAMPOS DA SILVA

 

Letras – Libras

ALANNA SILVA COELHO

CAMILA SIMONE ALVES

CRISONEY DE BRITO GOMES

DIEGO BARBOZA DE ALMEIDA BARROSO

ISIS TATIANE LIMA ALVES

JOANA KAROLINE BARROS VALENTIM

LARISSA DANTAS DE LIMA

LILIANNE ARAUJO DA SILVA

 

Letras – Língua e Literatura Portuguesa

DEBORAH CAROLINA E SILVA MORAIS

GISELLY KAREN CASTRO GODINHO

JESSICA SANTOS DA SILVA.

LUCIANA SOARES DOS ANJOS E SILVA

MANUELLA DOS SANTOS GOMES

NATASHA CORRÊA DIAS

RAIMUNDO ILMAR LIMA GADELHA JUNIOR

YACANA BULCÃO CASTRO