Comissão de implantação do SEI na Ufam realiza capacitação entre os dias 30 de janeiro e 1º de fevereiro

A comissão de implantação do Sistema Eletrônico de Informações (SEI) na Ufam, em parceria com a Coordenação de Treinamento e Desenvolvimento (CTD/Progesp), realiza entre os dias 30 de janeiro e 1º de fevereiro mais uma capacitação para servidores sobre a ferramenta eletrônica de processos administrativos SEI/ Usar (Usuários), desta vez para a Pró-reitoria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional (Proplan).

O curso será ministrado no Centro de Educação a Distância (CED), localizado no setor Sul, bloco N, próximo à Prefeitura do Campus Universitário, no horário de 8h as 12h. São 20 vagas disponíveis para os servidores da pró-reitoria, com carga horária de 12 horas, e as inscrições são online até o dia 25 de janeiro, conforme orientações encaminhadas por e-mail.

Implantação do SEI na Ufam

O Sistema Eletrônico de Informações está sendo implantado por etapas na Ufam. O projeto piloto iniciou no dia 05 de julho de 2018. Gabinete da reitoria, Diretoria Executiva (Direx) e Auditoria iniciaram a primeira fase de implantação, com o recebimento de Ofícios no âmbito da Administração Pública Federal. Após essa fase, a implantação tem sido gradativa. Dentre as unidades que já receberam a capacitação para utilização do sistema, está a Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação (Propesp).

Nesse sentido, a fim de agilizar o processo de implantação, a Comissão informa à todas as unidades que desejam receber o SEI, que realizem o cadastro no Portal do Técnico (Acesse) ou no Portal do Professor (http://professor.ufam.edu.br/sistema/professor/login.php); e façam o curso SEI USAR EAD, da Escola Virtual de Governo (https://www.escolavirtual.gov.br/catalogo).

Cabe ressaltar que a implantação do SEI na Ufam atende ao disposto no Decreto nº 8.539, de 8 de outubro de 2015, que determina o uso do meio eletrônico para a realização de processo administrativo nos órgãos e entidades da administração pública federal direta, autárquica e fundacional, e encontra-se em consonância com as diretrizes estratégicas ligadas ao Plano de Desenvolvimento Institucional da Ufam (2016-2025), que tem como foco a modernização administrativa.

Informações: (92) 3305-1181, Ramal 2763 / O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Endereço: Setor Sul, Bloco H (bloco de Letras-Libras), ao lado do Restaurante Universitário (R.U).

Site:  http://portalsei.ufam.edu.br/

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Protec e Faced publicam segunda edição da Revista Pesquisa e Prática em Educação Inclusiva

Por Samuel Vinente
Protec

A Pró-Reitoria de Inovação Tecnológica (Protec) e a Faculdade de Educação (Faced) publicaram a segunda edição da Revista Pesquisa e Prática em Educação Inclusiva. A revista, que possui periodicidade semestral, foi lançada em dezembro de 2017 e atualmente é o único periódico sobre Educação Inclusiva da Região Norte.

A edição atual conta em sua estrutura com um editorial, uma revisão de literatura, seis relatos de pesquisa e três relatos de experiência. Os temas compreendem ensino de língua portuguesa e matemática para deficientes visuais; linguagem e escrita; organização política de pescadores; atuação de bidocentes; programa de reconhecimento do alfabeto por deficientes intelectuais; letramento de surdos; ludicidade e formação de professores de Educação Física.

Os autores são oriundos de diversas instituições tais como a Universidade Federal do Amazonas (Ufam); a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar); a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ); a Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM); a Universidade Federal de Rondônia (Unir); a Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP); o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano (IF - Baiano); a Prefeitura Municipal de São Carlos (SP); o Centro Universitário do Norte (Uninorte) e o Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU/SP).

Ao longo de 2018 o Comitê Editorial da revista recebeu mais de 95 artigos e contou com a colaboração de mais de 40 consultores Ad Hoc para avaliação dos textos, além de 20 membros voluntários dos Comitês Científico e Técnico. A edição atual pode ser acessada no Portal de Periódicos da Ufam, por meio do link  periodicos.ufam.edu.br/educacaoInclusiva/.

Próximas Edições

No fim de janeiro será publicada a primeira edição de 2019, com o ‘Dossiê Temático 10 anos de Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva’, para o qual foram submetidos mais de quarenta artigos.

Ainda em 2019 será lançada uma edição especial com o Dossiê Temático ‘Educação, Direitos Humanos e a luta contra o retrocesso’. Podem ser encaminhados via portal da revista relatos de pesquisa, relatos de pesquisa, ensaios teóricos, resenhas e revisões de literatura. O prazo para envio vai até o dia 31 de maio.

Independente do encaminhamento de textos para os Dossiês Temáticos, a revista recebe em fluxo contínuo artigos que abarquem temas como Alfabetização, Diversidade, Educação de Jovens e Adultos, Política Educacional, Formação de Professores, Educação do Campo, Educação Escolar Indígena, Educação para as Relações Étnico-Raciais, Direitos Humanos e outros correlatos à educação.

Faculdade de Medicina divulga Treinamento para Emergências Cardiovasculares

Foto: reproduçãoFoto: reproduçãoEstão abertas as inscrições para o curso oficial de Treinamento para Emergências Cardiovasculares (Teca), da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), voltado para médicos e alunos do 6º ano da graduação em Medicina. As vagas são limitadas, disponíveis até 18 de janeiro. O treinamento será nos dias 16 e 17 de fevereiro, na Escola Superior de Ciências da Saúde (ESA), da Universidade do Estado do Amazonas (UEA).

O curso é em nível Avançado (Teca A) com as últimas diretrizes internacionais para atuação em Emergências Cardiovasculares, adaptadas a realidade nacional, e promove a formação no atendimento, por meio da simulação realística para uma abordagem sistematizada (Saiba mais).  Professores da Faculdade de Medicina da Ufam, dentre eles a docente Marlúcia Nobre, do Departamento de Clínica Médica, estão entre os coordenadores do treinamento.

As inscrições são presenciais na Sociedade Brasileira de Cardiologia, seção Amazonas, localizada na Rua Acre, nº 12, Sala 107, 1º Andar, Edifício Cemom, Bairro Nossa Senhora das Graças.

Informações: (92) 3584-6285 / 98156-0232.

Caua promove aulas de Yoga e Meditação

 

No período de 7 de janeiro a 15 de março, o Centro de Artes da Universidade Federal do Amazonas (Caua) promove aulas de Yoga e Meditação. São ofertadas 20 vagas para o curso, que terá carga horária de 42h e será ministrado pela professora Marielva Pinheiro Mourão, no horário das 17h às 18h30, com aulas na segunda, quarta e sexta-feira.

As inscrições estão sendo realizadas até sábado, 5, no site: https://bit.ly/2RtRuMl. O CAUA fica localizado na rua Monsenhor Coutinho, 724, Centro.   

Benefícios da Yoga e da Meditação 

A yoga traz diversos benefícios para a saúde porque trabalha o corpo e a mente de forma interligada, com exercícios que auxiliam para o controle do estresse, ansiedade, dores no corpo e na coluna, além de melhorar o equilíbio. A meditação também ajuda a diminuir a ansiedade, diminuir a frequência cardíaca, controlar a pressão arterial e melhorar o sono.

HUGV-Ebserh inaugura ala de Nefrologia

Momento em que a placa é descerradaMomento em que a placa é descerradaPor Carla Santos
* Com informações da Assessoria de Comunicação do MEC

Um dos últimos compromissos oficiais da Administração Superior da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) em 2018 foi, também, um dos mais importantes ganhos para a área da saúde do estado do Amazonense. Trata-se da entrega da nova estrutura do Serviço de Diálise do Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV-Ebserh), onde está implantado o Serviço de Nefrologia com vistas a atender, especialmente, aos pacientes dependentes de hemodiálise, de média e alta complexidade.

A solenidade de inauguração contou com o então ministro da Educação, Rossiele Soares; o reitor da Ufam, professor Sylvio Puga; o presidente da Ebserh, José Rubens Rebelatto, o superintendente do HUGV-Ebserh, Júlio de Melo e Lima; o vice-reitor da Ufam, professor Jacob Cohen; e o reitor do Instituto Federal do Amazonas (Ifam), professor Antônio Venâncio Castelo Branco. Além deles, participaram da solenidade o presidente da Câmara Municipal de Manaus, Wilker Barreto; o ex-deputado federal, Pauderney Avelino; o ex-superintende do HUGV-Ebserh, Rubem Júlio, assim como dezenas de servidores do hospital.

Em seu pronunciamento, o então ministro da Educação considerou a importância de um novo espaço para formação de profissionais e a ampliação de vagas na rede pública para atendimento à população. “Temos uma falta absoluta de vagas de atendimento para hemodiálise no Norte do país, não só no Amazonas”, observou o então ministro da Educação, Rossiele Soares, no cargo até o último dia 31.

Reitor da Ufam proferiu discurso em tom de agradecimentoReitor da Ufam proferiu discurso em tom de agradecimento“Para as muitas pessoas que estão esperando na fila para atendimento, muitas vezes tendo que recorrer a outros estados, ter essa estrutura à disposição é muito importante. Além disso, vamos formar mais pessoas para trabalhar na saúde, sejam médicos ou enfermeiros, que poderão ter uma formação melhor”, disse o então titular do MEC.

Avanços

O Serviço de Nefrologia vai funcionar na torre dois do novo prédio do HUGV. A construção do novo prédio está orçada em R$ 37 milhões, que já foram parcialmente liberados. Além da nefrologia, o local também terá laboratório, farmácia, salas de aula e setores administrativos. Mais de 37% da obra já foram executados. O término está previsto para setembro de 2019. Este ano, foram liberados R$ 14,4 milhões para a conclusão da obra.

Serão 18 pontos de hemodiálise – atualmente, o hospital opera com 12 pontos. A unidade terá capacidade para até 30 máquinas, duplicando a capacidade de filtração da água (osmose). Com o início de funcionamento do novo setor, o HUGV vai tentar viabilizar sua entrada no programa de transplante renal. A previsão é de que em 25 dias o atendimento seja iniciado.

O presidente da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), Kleber Morais, disse que o HUGV/Ebserh é “um dos melhores da rede brasileira”.

Bloco da Faculdade de Informação e Comunicação é inaugurado

Ex-reitor e professor de Jornalismo Walmir Albuquerque prestou homenagem a Erasmo LinharesEx-reitor e professor de Jornalismo Walmir Albuquerque prestou homenagem a Erasmo LinharesPor Juscelino Simões
Equipe Ascom

A Administração Superior da Universidade Federal do Amazonas realizou nesta sexta-feira, às 11h, a inauguração do Bloco Erasmo do Amaral Linhares, da Faculdade de Informação e Comunicação (FIC). O novo espaço será utilizado pelos cursos de Biblioteconomia, Jornalismo, Relações Públicas e Arquivologia e mais o Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação.

A solenidade de descerramento da placa de inauguração teve a participação do reitor da Universidade Federal do Amazonas, Sylvio Mário Puga Ferreira, do ministro da Educação Rossieli Soares, do secretário de Educação do Estado do Amazonas, Gedeão Amorim, da prefeita do Campus da Ufam, Carmem Silvia Viana, do diretor da FIC, Allan Soljenítsin, do ex-reitor da Ufam, Walmir Albuquerque e da esposa do professor do curso de Jornalismo Erasmo do Amaral Linhares (falecido), que deu o nome ao bloco, Dinah Martins Linhares.   

O bloco irá abrigar sete salas de aula, seis laboratórios, uma sala de projeção, 22 salas de professores, secretaria e sala de reunião, além de quatro salas de coordenação de cursos de graduação, uma hemeroteca, salas para grupos de pesquisa e arquivo. Todos esses espaços foram denominados com nomes de ex-professores e personalidades históricas já falecidas.  

Os cursos de graduação em Jornalismo, Biblioteconomia, Relações Públicas e Arquivologia e o Programa de Pós-graduação em Ciências da Comunicação estavam funcionando no Instituto de Filosofia, Ciências Humanas e Sociais (IFCHS), e passam a ocupar o espaço próprio.

A Faculdade de Informação e Comunicação foi criada pelo Conselho Universitário no dia 23 de fevereiro de 2017 e iniciou suas atividades no dia 13 de março do mesmo ano, com a publicação da Resolução 005/2017 no Consuni.

”A nova estrutura representa a materialização de um sonho da comunidade acadêmica da FIC, que agora terão toda uma condição adequada, com salas de aula, salas de professores, laboratórios, toda uma estrutura, para a realização das atividades de ensino, pesquisa e extensão. Deste ponto de vista nós conseguimos um grande avanço para que a FIC possa, nas avaliações futuras do MEC, seja no âmbito da graduação ou dos seus cursos de pós-graduação, tenha uma avaliação positiva na medida em que o item infraestrutura é um item importante na avaliação”, destacou o reitor da Ufam, Sylvio Mário Puga Ferreira.

O diretor da FIC, Allan Rodrigues, afirmou que a entrega do prédio é resultado da luta e da dedicação de vários professores, servidores e estudantes que desde 2012 tem se esmerado em conseguir que a obra fosse entregue. “A entrega do prédio é resultado da luta e da dedicação de professores, servidores e estudantes que se empenharam em conseguir que a obra fosse entregue. Há gerações que passaram pelo curso de Comunicação que não tiveram o espaço apropriado para fazer a prática do que aprendiam teoricamente na sala de aula. Sempre havia a referência há esse dia como algo inalcançável, mas finalmente ele chegou. Sempre fomos criticados pela falta de espaço adequado para a prática no curso de Jornalismo. Estamos pagando essa dívida histórica com gerações que passaram e com os novos estudantes”, afirmou o diretor.

A professora Ivânia Vieira do curso de Jornalismo da Ufam, disse que cada vez que um prédio é inaugurado, estamos dando também concretudes a vários processos de luta de pessoas anônimas e de pessoas mais públicas e, está embalada por sonhos de melhorias das condições de ensino, trabalho, pesquisa e de extensão. “Cada vez que inauguramos um prédio estamos dando também concretudes a vários processos de luta de pessoas anônimas e de pessoas mais públicas na busca de melhorar as condições de trabalho, pesquisa, extensão e ensino. Esse prédio abriga todo esse sentimento de melhoria. Outro dado importante é o da integração. Uma Faculdade que reúne quatro cursos precisa desenvolver um processo de parceria. Temos um desafio nesse processo de integração”, destacou Ivânia Vieira.

O ministro da Educação, Rossieli Soares, enalteceu a contribuição do ex-ministro da Educação Mendonça Filho que liberou os recursos em 2016 para construção do prédio da FIC e que estava encerrando a agenda em Manaus, que é a cidade que o acolheu, em um compromisso beneficiando uma das mais importantes instituições no Estado. “Agradeço a contribuição do ex-ministro da Educação, Mendonça Filho, na liberação de recursos para a construção do prédio da FIC. Estou encerrando a agenda de minha administração no Ministério em Manaus, porque foi à cidade que me acolheu, em um compromisso que beneficia uma das mais importantes instituições no Estado”, disse o Rossieli Soares.

A estudante do 3º período do curso de Jornalismo da FIC, Ana Beatriz Fonseca, disse estar feliz com a nova estrutura e que o espaço vai melhorar a nossa formação. “Estou feliz pela nova estrutura que vamos utilizar em nossa formação. É um espaço importante pro estudante desenvolver a parte prática no curso”, disse a estudante.

Já a estudante Luana Cunha do curso de Relações Públicas da FIC, afirmou que estava ansiosa pela entrega do prédio porque a estrutura vai melhorar o ensino. “Estava ansiosa para a entrega do espaço. Agora vamos ter toda uma estrutura adequada para o ensino”, afirmou Luana Cunha.       

Homenagens

O nome do bloco faz menção ao professor Erasmo do Amaral Linhares que atuou no curso de Jornalismo da Ufam. Natural do município de Coari, falecido em 16 de outubro de 1999, ele se graduou em Jornalismo pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e foi professor do curso de Jornalismo. Jornalista e escritor, seus primeiros textos foram publicados nos jornais estudantis, ainda no ginásio. Foi diretor da Rádio Rio Mar durante anos, escrevendo diariamente crônicas radiofônicas apresentadas com temas da atualidade, de natureza política, social ou econômica. Foi contista, autor de obras como “O Tocador de charamela” e “O navio e outras estórias”. Integrou o movimento literário “clube da madrugada” e foi membro da Academia Amazonense de Letras.

Os espaços do Bloco Erasmo Linhares homenageiam os seguintes pro