Flet promove ‘Café com Libras’ no dia 24 de abril

A Faculdade de Letras da Universidade Federal do Amazonas (Flet/Ufam), por meio do Programa de Extensão e Pesquisas em Língua Brasileira de Sinais no Amazonas promove ‘Café com Libras’ que acontece no próximo dia 24, das 9h às 12h, pela parte da manhã, no Centro de Convivência Setor Norte e, à tarde, das 14h às 17h, na Faculdade de Ciências Agrárias (FCA), no Setor Sul do Campus Universitário. O evento faz parte das comemorações alusiva ao dia Nacional de Libras.

 

Mais informações pelo telefone (92) 98414-6996-WhatsApp.

Programa de Iniciação Científica Junior da OBMEP inicia atividades no Amazonas

 

A Universidade Federal do Amazonas (Ufam) recebe neste sábado, 13, o início das atividades do 14º Programa de Iniciação Científica Júnior (PIC) da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP). O encontro acontecerá no Auditório da Faculdade de Direito, às 8h, no Campus Universitário Senador Arthur Virgílio Filho, e reunirá alunos medalhistas na olimpíada. Nos demais polos, o programa inicia suas ações a partir da próxima semana, conforme cronograma abaixo:

Neste ano, mais de 18 milhões de estudantes participarão da OBMEP e, entre eles, milhares de amazonenses. No Amazonas, os polos de encontro presencial do 14º PIC estão espalhados pelos seguintes municípios: Manaus, Parintins, Itacoatiara, Humaitá, Coari e Manacapuru.

Os alunos do PIC têm acesso a um fórum virtual, elaborado pela OBMEP, no qual, com ajuda de moderadores, realizam tarefas complementares às aulas. O material didático é preparado especialmente para os alunos nos diferentes níveis de participação. Os medalhistas que já fizeram o PIC mais de duas vezes, com pelo menos uma participação no nível três deverão participar do Programa Mentores OBMEP, que oferece atividades ministradas por professores universitários sobre conteúdos que envolvem matemática.

Foto: André Nery (MEC)Foto: André Nery (MEC)OBMEP

Criada em 2005, a Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) é um projeto nacional dirigido às escolas públicas e privadas brasileiras, realizado pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (IMPA), com o apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM), e promovida com recursos do Ministério da Educação e do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

A OBMEP tem o objetivo de estimular e promover o estudo da Matemática, além de contribuir para melhoria da qualidade da educação básica e possibilitar que um maior número de alunos possa ter acesso a materiais didáticos de qualidade, identificando jovens talentos e incentivando seu ingresso em universidades nas áreas científica e tecnológica.

 

 

Polo: MANAUS

Local do Encontro Presencial: UFAM – Universidade Federal do Amazonas

Bloco de salas de aula do ICE

 

NÍVEL

SALA

PROFESSOR

DIA – HORÁRIO

1

106/107

Dianny Caroline da Costa Silva

Sábado – 8h às 12h

2

203

Jamile Ibernon de Oliveira Sousa

Sábado – 8h às 12h

2

204

Leticia Natividade Araújo

Sábado – 8h às 12h

2

205

Jessica Martins Valim

Sábado – 8h às 12h

2

206

Iranilson Prestes de Moraes

Sábado – 8h às 12h

3

101

Brenda Ester da Silva Lima

Sábado – 8h às 12h

3

103

Kelvin Lopes Figueiredo

Sábado – 8h às 12h

 

 

 

Polo: PARINTINS

Local do Encontro Presencial: UEA – Universidade do Estado do Amazonas

NÍVEL

SALA

PROFESSOR

Dia – Horário

1

01

Ana Caroline Carvalho Fernandes

Sábado – 8h às 12h

2

02

Pedro Gomes da Silva

Sábado – 8h às 12h

3

03

Raianne Oliveira Martins

Sábado – 8h às 12h

 

 

Polo: ITACOATIARA

Local do Encontro Presencial: UFAM – Universidade Federal do Amazonas

NÍVEL

SALA

PROFESSOR

DIA – HORÁRIO

1

311 – Bloco A

Evelym Chaves Meireles

Quarta-feira – 8h às 10h

1

308 – Bloco D

Evelym Chaves Meireles

Quarta-feira – 14h às 16h

2

208 – Bloco A

Adna Rose Barata Mendonça

Terça-feira – 8h às 10h

2

302 – Bloco A

Adna Rose Barata Mendonça

Terça-feira – 14h às 16h

3

201 – Bloco A

Geise Dioneia de A. Saunier

Sábado – 9h às 12h

 

 

 

Polo: COARI

Local do Encontro Presencial: IFAM – Instituto Federal do Amazonas

NÍVEL

SALA

PROFESSOR

Dia – Horário

1, 2 e 3

Laboratório de Matemática

Joseldo Alasson Moreira Araújo

Sexta-feira – 16h às 18h

 

 

Polo: HUMAITÁ

Local do Encontro Presencial: IFAM – Instituto Federal do Amazonas

NÍVEL

SALA

PROFESSOR

Dia – Horário

1

01 – Bloco Rio Purus

Moriel Moura Tenório

Sábado – 08h às 12h

2

02 – Bloco Rio Purus

Rogério Gonçalves

Sábado – 08h às 12h

3

03 – Bloco Rio Purus

Edem Cordeiro de Aguiar

Sábado – 08h às 12h

 

 

Polo: MANACAPURU

Local do Encontro Presencial: IFAM – Instituto Federal do Amazonas

NÍVEL

SALA

PROFESSOR

DIA – HORARIO

1 e 2

A definir: procurar o professor

Rui Guilherme de Deus C. Ribeiro

Quinta-feira – 15:30h às 17:30h

 

                                                        

 

Mais informações ou dúvidas: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. / 92-98435 1166

 

IEAA promove seminário sobre Educação Ambiental, Urbanização e Sustentabilidade, nos dias 24 e 25 de abril

Sebastião de Oliveira
Equipe Ascom/Ufam

O “Seminário Diálogos e Soluções Possíveis: educação ambiental, urbanização e sustentabilidade” objetiva discutir questões ambientes, visando encontrar soluções para problemas enfrentados na cidade. O evento acontece nos dias 24 e 25 de abril, no auditório do Instituto de Educação, Agricultura e Meio Ambiente, do Campus Humaitá.

O reitor da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), professor Sylvio Puga, presidirá a abertura do evento que contará com a presença de autoridades municipais e empresariais. Ao todo, 7 palestras serão realizadas de acordo com a programação que toma destaque a de abertura do Seminário intitulada “A cidade em nossas mãos. Humaitá: A capital Ambiental da Amazônia”. A palestra de abertura será proferida pelo titular da Pró-Reitoria de Extensão, professor Ricardo Bessa.      

Para o pró-reitor de extensão, professor Ricardo Bessa, o Seminário é de grande relevância pelo simples fato da cidade de Humaitá ser pauta em discussão de ações que a Ufam deverá implementar como início de  melhorias do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). De acordo com o professor, atualmente, o município apresenta seu IDH no patamar intermediário. “A ideia é discutir de forma ampla problemas relacionados à cidade no âmbito do Seminário, visando diagnosticar os problemas que serão levantados e propor soluções alternativas”, disse o professor.  

Ricardo Bessa destaca o lixão da cidade que nos últimos tempos têm trazido sérias consequências ambientais, além de prejuízos à aviação, atraindo urubus nas proximidades do aeroporto, impedindo assim, o pouso de aviões. O lixão é um problema que existe em todos os municípios do Amazonas assim como em todo o Brasil que ainda não foi resolvido. No Amazonas, por exemplo, é muito grave porque nenhum município cumpre a legislação. O Ministério Público estabeleceu prazo para resolução desse problema, no entanto, ainda assim, não foi cumprido pelos prefeitos, disse o pró-reitor.

Outro ponto em destaque, é a arborização da cidade que prever o plantio de espécies amazônicas com a criação de um banco de sementes. Nesse sentido, finalizou o professor que tendo a importância do Seminário, envolverá toda a comunidade universitária do município, assim como representantes de órgãos municipais, no sentido de buscar soluções aos problemas vitais que afetam a vida local.

CCA lança Revista Sustentabilidade nesta sexta-feira, 12

O Centro de Ciências do Ambiente da Universidade Federal do Amazonas (CCA/Ufam) convida a comunidade universitária para o lançamento da 1ª edição da Revista Sustentabilidade. O evento ocorrerá na próxima sexta-feira, 12, às 16h, no CCA, Bloco T, ao lado da Faculdade de Farmácia, Setor Sul do Campus Universitário, e contará com a presença do reitor da Ufam, professor Sylvio Puga.

Editada pela Editora da Ufam (Edua), a Revista Sustentabilidade terá publicação trimestral, cuja particularidade ocorre com a publicação simultânea em português, inglês, espanhol e baniwa, sendo está última a primeira língua nativa escolhida para 1ª essa edição.

 

 

 

Anexos:
Fazer download deste arquivo (Convite-capa.jpg)Capa da Revista [ ]125 kB

Centros Acadêmicos da Ufam promovem evento de acolhida aos calouros

O evento integra alunos ingressantes e veteranos com a ideia de conscientização da diversidade social dentro da universidade.

Em uma ação inédita, 19 Centros Acadêmicos da Universidade Federal do Amazonas promovem, no próximo no dia 12 de abril, a acolhida aos calouros ‘UniParty’. O evento acontece no Setor Sul do Campus Universitário, com vasta programação de integração e lazer para os discentes ingressantes e veteranos de todos os cursos de graduação do Campus Manaus.

De acordo com a comissão organizadora, o evento tem como tema “Universidade Sem Preconceitos”, com o objetivo de conscientizar sobre a diversidade social presente no ambiente universitário.

A ‘UniParty’ tem início às 16h, no hall da Faculdade de Ciências Agrárias (FCA). A programação inicia com uma roda de conversa promovida pelo Coletiva Banzeiro Feminista e um workshop de noções de defesa pessoal para mulheres.  Já o palco recebe a participação do Coletivo Manifesta LGBT+, Grupo de Capoeira, Grupo de Rap da UFAM, DJs Naty Veiga e Luan Hermann, as bandas Koalas from El Dourado e Catarse, entre outras.

Para o presidente da comissão do evento e vice-presidente do Centro Acadêmico de História (CACHA), Mateus Rodrigues, o evento tem grande importância para os cursos pela reflexão que promove: “Além de fortalecer a relação e integração dos cursos, queremos passar a reflexão sobre o preconceito (seja de gênero, religião ou raça) dentro da Universidade, sempre fortalecendo as questões de diversidade”, ressalta Mateus.

Os Centros Acadêmicos participantes da comissão organizadora são: História (CACHA), Relações Públicas (CARP), Administração (CAADM), Física (CAFis), Educação Física (CACEF), Serviço Social (CASSA), Engenharia Química (CAEQuim), Engenharia Mecânica (CAEM), Engenharia de Alimentos (CAEA), Engenharia de Produção (CAEPRO), Engenharia Florestal (CAEF), Ciências Sociais (CACS), Ciências Contábeis (CACiC), Filosofia (CAFCA), Enfermagem (CACEN), Farmácia (CAFARMA), Odontologia (CACO), Zootecnia (CAZOO) e Pedagogia (CAPe).

Para mais informações sobre o evento: (92) 99271-4724.

 

Propesp realiza Aula Inaugural da Pós-Graduação

Aula foi proferida pela professora Andreza Aruska de Souza Santos, da Universidade de Oxford. Durante o evento, os cursos de pós-graduação recém-criados receberam homenagens

Reitor, professor Sylvio Puga, elogiou o trabalho da Propesp durante a solenidade Reitor, professor Sylvio Puga, elogiou o trabalho da Propesp durante a solenidade Por Márcia Grana
Equipe Ascom Ufam

Na manhã desta terça-feira, 9, foi realizada a aula inaugural da pós-graduação da Ufam e a homenagem aos cinco cursos de Pós-Graduação criados recentemente: mestrado em Direito; mestrado profissional em Enfermagem no contexto amazônico; doutorado em Energia Elétrica; doutorado em Geografia e doutorado em História.

Pós-graduação de excelência

 Durante a solenidade de abertura, o reitor, professor Sylvio Puga, destacou que, pela primeira vez, uma representante da Associação Nacional dos Pós-graduandos realiza evento na Ufam e elogiou o trabalho apresentado pela Propesp durante a atual administração. “Fico feliz pela Associação Nacional de Pós-graduandos estar presente aqui na Ufam para defender os interesses dos alunos da pós. Isso é muito importante, assim como é importante ter aqui conosco a Fapeam, grande parceira de nossa Universidade, pois sabemos que o desenvolvimento do Amazonas, como de qualquer país ou sociedade, passa pelo investimento em pesquisa. Também desejo elogiar o trabalho executado pela professora Selma Baçal à frente da Propesp. A professora Selma Baçal foi escolhida para dirigir a Propesp pela experiência, pelo conhecimento e domínio amplo da pasta e vocês têm acompanhado esses excelentes resultados com a criação de mestrados e doutorados interinstitucionais. Acredito que uma Universidade é forte quando a sua pós-graduação é forte”, enfatizou o reitor.

Saudações

Alunos e docentes dos cursos de pós-graduação prestigiaram a solenidadeAlunos e docentes dos cursos de pós-graduação prestigiaram a solenidadeA pró-reitora de Pesquisa e Pós-graduação da Ufam, professora Selma Baçal, saudou os novos pós-graduandos da Universidade e abordou as expectativas para sua gestão. “Parabéns a todos os pós-graduandos aprovados nos exames de seleção. Desejamos um ano bastante produtivo a todos vocês. Aos nossos pós-graduandos de Humaitá e Itacoatiara, para os quais este evento está sendo transmitido ao vivo, nossas saudações. Desejamos manter esse contato próximo, permanentemente. Também desejo comentar nossa expectativa em relação à completa execução do PACPG, pois esse investimento realizado pela Ufam evitará processos de descredenciamento de nossos programas de pós-graduação e aproveitamos a aula inaugural da pós-graduação para fazer uma homenagem aos cinco novos cursos de pós graduação que passam a ser oferecidos em 2019. Temos muitos motivos para comemorar”, discursou a gestora.

Desafios da Pós-graduação em debate

Representando a Associação Nacional de Pós-graduandos (APG), Karen Castelli, convidou os mestrandos e doutorandos para o I Encontro de Pós-graduandos do Amazonas, a ser realizado na tarde desta terça-feira, 9. “ É uma honra estar pela primeira vez no estado do Amazonas, nessa grande universidade. Primeiramente, eu gostaria de agradecer a APG da Ufam pelo convite, hoje debateremos os desafios que os pós-graduandos têm e terão no próximo período para a construção da ciência no Brasil, com todas as mudanças ocorridas nos últimos tempos na política nacional. Hoje, pela primeira vez, debateremos a ciência que os pós-graduandos do Amazonas esperam”, ressaltou.

Fapeam – parceria consolidada

Pró-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação da Ufam, professora Selma Baçal, entrega o certificado à conferencista da aula inaugural, professora Andreza Aruska de Souza Santos, da Universidade de OxfordPró-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação da Ufam, professora Selma Baçal, entrega o certificado à conferencista da aula inaugural, professora Andreza Aruska de Souza Santos, da Universidade de OxfordDiretora técnica da Fapeam, professora Marne Vasconcellos, elogiou o trabalho desenvolvido pela equipe da Propesp. “É com imensa satisfação que a Fapeam se faz presente neste evento. Nesta oportunidade, desejo parabenizar toda a equipe da Propesp pela aprovação de cinco novos cursos de pós-graduação e todos os docentes que envidaram esforços na organização dos APCNs dos cursos novos. Isso é muito bom para o Amazonas como um todo. Também desejo destacar, que no Programa de Apoio a Pós-graduação (Pós-graduação) na edição 2019, a Ufam é a instituição que mais recebeu em bolsas e auxílio pesquisa para a Pós . Dos 19 milhões e meio, a Ufam recebeu mais de 11 milhões. Desejo compartilhar com vocês que a Fapeam está atenta à necessidade de reajustar o valor das bolsas, mas nossas ações devem ser bem pensadas e marcadas pela cautela, a FAPEAM, não fomenta somente bolsas, há outras frentes de financiamento, há de se equacionar isso. Destaco também que as agências federais têm sinalizado positivamente as parcerias com as FAPs estaduais demonstrando  interesse no fortalecimento dos  investimentos em ciência, tecnologia e inovação.”

Diversidade econômica

Conferencista da aula inaugural, a professora Andreza Aruska de Souza Santos, da Universidade de Oxford, na palestra intitulada “Quando a política sai da esfera pública”, destacou como fomentar políticas participativas e a importância de investir em diversidade econômica. “É uma honra para mim estar aqui na Ufam e compartilhar com vocês minha trajetória acadêmica e minhas pesquisas. Ultimamente tenho trabalhado no mapeamento de municípios brasileiros que têm apenas uma empresa como fonte de renda e não conseguem  investir em diversidade econômica. Temos que desenhar políticas públicas melhores, orientar com vistas à diversidade econômica”, comentou a palestrante. 

Sessão de homenagens

O recém- criado Mestrado Profissional em Enfermagem no Contexto Amazônico foi homenageado durante o evento. Na foto, a diretora da Escola de Enfermagem, professora Nair Chase, e acordenadora do Mestrado Profissional, professora Hadelândia Milon de Oliveira, recebem placa comemorativa das autoridades universitáriasO recém- criado Mestrado Profissional em Enfermagem no Contexto Amazônico foi homenageado durante o evento. Na foto, a diretora da Escola de Enfermagem, professora Nair Chase, e acordenadora do Mestrado Profissional, professora Hadelândia Milon de Oliveira, recebem placa comemorativa das autoridades universitáriasApós a palestra, foi realizada uma sessão de homenagens aos recém-criados cursos de Pós-graduação na área de Enfermagem, Direito, Engenharia Elétrica, História e Geografia. A diretora da Escola de Enfermagem de Manaus, professora Nair Chase, afirmou que a criação do Mestrado Profissional Em Enfermagem no Contexto Amazônico foi a realização de um sonho. “Quero iniciar minhas palavras agradecendo à gestão superior da nossa Universidade por ter apoiado esse antigo sonho que tínhamos. Ontem, durante a aula inaugural do nosso Mestrado Profissional, eu comentei que ninguém gosta de ter dívida e quando a tem, deseja honrá-la . O mestrado profissional para nós era uma dívida com os colegas enfermeiros, pois temos o mestrado acadêmico, há dez anos, mas sentíamos a necessidade de ter um mestrado profissional que também qualificasse os colegas que estão nos serviços de saúde e isso traz várias possibilidades de melhorias de formação de integração entre ensino e pesquisa, de melhoria da assistência, de melhoria do SUS, de otimização das ações. Nós estamos muito felizes com a aprovação do mestrado, com seu início ontem e com seu reconhecimento demonstrado com esta homenagem, a qual exalta todo o esforço de nossa equipe”, declarou a gestora.

Conquista de toda a Enfermagem amazonense

A coordenadora do Mestrado Profissional em Enfermagem, professora Hadelândia Milon de Oliveira, afirmou que a aprovação do Mestrado Profissional de Enfermagem  não é apenas uma conquista da Escola de Enfermagem de Manaus, mas de toda a Enfermagem amazonense. “A aprovação desse mestrado traz mais responsabilidade para o Amazonas e para a Região Norte, para os serviços de Enfermagem, para os serviços de saúde oferecidos em nosso estado. Na nossa primeira seleção, tivemos inscritos de vários municípios e entre os selecionados, tivemos uma aluna de Autazes e outra de Borba, que  já demonstram em suas intenções de pesquisa total sintonia com a proposta do curso, que é conhecer a realidade da Enfermagem no contexto amazônico e capacitar esses enfermeiros”.

 

Expectativas

Presente no evento, o mestrando Carlos Augusto da Silva Araújo Júnior, do Programa de Pós-Graduação em Odontologia (PPGO) comentou suas expectativas para a formação acadêmica na Ufam.  “Espero que o curso possa agregar conhecimentos necessários à minha formação e me conceder ferramentas para propagar o que aprendi para uma futura carreira docente, além da minha parcela de contribuição e retorno para a sociedade”, declarou o aluno.