Seletor idioma

Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Faculdade de Direito e Instituto Técnico Educacional Mirian Menchini (ITEMM) firmam parceria para a educação profissional de jovens aprendizes
Início do conteúdo da página

Faculdade de Direito e Instituto Técnico Educacional Mirian Menchini (ITEMM) firmam parceria para a educação profissional de jovens aprendizes

Acessos: 1060

Ao todo, quatro aprendizes participam da experiência de trabalho remunerado nas dependências da Universidade enquanto continuam os estudos

Por Márcia Grana, Equipe Ascom Ufam
Revisão: Carla Santos

A Faculdade de Direito da Universidade Federal do Amazonas (FD/Ufam) firmou parceria com o Instituto Técnico Educacional Mirian Menchini (ITEMM) pela qual oferece campo de trabalho para jovens aprendizes.

Durante 16 meses, quatro jovens aprendizes desempenharão atividades administrativas junto à Faculdade de Direito da Ufam. O diretor da Faculdade de Direito, professor Adriano Fernandes, detalha o funcionamento da iniciativa. “O Programa Jovem Aprendiz traz a oportunidade para jovens e adolescentes entrarem no mundo do trabalho e se desenvolverem profissionalmente. O aprendiz é o adolescente ou jovem, de 14 a 24 anos de idade, que esteja matriculado e frequentando a escola, caso não tenha concluído o Ensino Médio. O contrato de aprendizagem é por tempo determinado e não poderá ser estipulado por mais de dois anos”, afirma o gestor.

Experiência prática

A consultora comercial do Instituto Técnico Educacional Mirian Menchini (ITEMM), Edna Luciana Soares de Lucena, destaca os benefícios do programa social. “O diferencial do Programa Jovem Aprendiz ITEMM reside na ênfase dada à experiência prática. Os aprendizes têm a oportunidade de aplicar os conhecimentos adquiridos em treinamentos presenciais em um ambiente real de trabalho, ganhando habilidades valiosas que transcendem a teoria. Além do aprendizado técnico, o programa investe no desenvolvimento profissional e pessoal dos jovens. Palestras e mentorias são incorporadas para aprimorar habilidades como comunicação, trabalho em equipe e resolução de problemas, preparando-os para desafios futuros”, afirma.

Jeniffer Cascae Amorim tem 18 anos e é uma das participantes do projeto.  Ela afirma como concilia o aprendizado do programa voltado a menores aprendizes com as demandas da sala de aula. “Estou vivendo uma experiência incrível nessa unidade de ensino. Nela aprendo a me desenvolver como profissional e tendo uma visão de longo prazo sobre meu plano de carreira”, relata a aprendiz.

Aluna do terceiro ano do Ensino Médio, Mikaelly Oliveira Dias também está vivendo a experiência como jovem aprendiz. Ela ressalta que trabalhar na Ufam está sendo uma experiência maravilhosa. "Aqui posso ter mais contato com nossa biodiversidade, ter base sobre qual carreira quero seguir, ganhar experiência como profissional, sem contar a equipe incrível de ótimos profissionais", afirmou.

Todos os aprendizes recebem mensalmente R$ 580,00 pelas atividades desempenhadas. Ao final da experiência, se não tiverem nenhuma falta, recebem certificado de participação.

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página