Seletor idioma

Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimos Eventos > Exposição: “Olhares Amazônicos: celebrando a diversidade, acessibilidade e inclusão
Início do conteúdo da página

Exposição: “Olhares Amazônicos: celebrando a diversidade, acessibilidade e inclusão

Publicado: Quinta, 14 de Março de 2024, 09h42 | Última atualização em Quinta, 14 de Março de 2024, 09h47 | Acessos: 387

Por  Prof. Dr. Luiz Antonio Santana da Silva

Divulgado por Ascom Ufam

Colaboração entre o Curso de Relações Públicas e a Galeria de Artes da Ufam apresenta à população a exposição fotográfica no dia 18 de março de 2024.

Na segunda-feira, 18/03/24, a partir das 15h, acontece a abertura oficial da exposição fotográfica intitulada “Olhares Amazônicos: celebrando a diversidade, acessibilidade e inclusão” na Galeria de Artes da Ufam em colaboração com o Curso de Relações Públicas, da Faculdade de Informação e Comunicação. Essa exposição é uma iniciativa da disciplina de Fundamentos de Fotografia e Imagem, ministrada pelo Professor Dr. Luiz Antonio Santana da Silva. As fotografias que comporão a exposição foram produzidas pelos alunos e estarão subdivididas em três temáticas amazônidas: “Vivências Douradas: A presença da terceira idade na Universidade Federal do Amazonas”, O pulsar cultural e econômico da Feira da Banana” e "Amazônia, mátria viva da miscigenação". A exposição é gratuita e aberta ao público interno e externo à Ufam, trazendo fotografias produzidas pelos alunos da disciplina por meio de um olhar sobre diversidade, acessibilidade e inclusão na Amazônia, valendo-se dos fundamentos da fotografia e da imagem, assim como suas técnicas, aprendidos em sala.

A atividade é de praxe da disciplina e nela os alunos têm a oportunidade de expressar a experiência obtida de forma mais imersiva tendo a prática fotográfica, desempenhada no contexto social amazônico, como instrumento. Para sua realização, a atividade contou com o apoio da Universidade Federal do Amazonas, da Galeria de Artes da Ufam, da Faculdade de Artes e do Curso de Relações Públicas, da Faculdade de Informação e Comunicação. Espera-se que os olhares subjetivos expressos pelas fotografias possam ativar os sentidos e emoções mais adormecidos do indivíduo, proporcionando um momento de evocação, contemplação, único e autêntico de si.

registrado em:
Fim do conteúdo da página