Seletor idioma

Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Subcomitê de Enfrentamento à Pandemia do Coronavírus da Ufam doa alimentos a 214 famílias indígenas, no Parque das Tribos

Publicado: Segunda, 04 de Maio de 2020, 09h21 | Última atualização em Terça, 05 de Maio de 2020, 11h14 | Acessos: 431

Dando continuidade a campanha promovida pelo Departamento de Ações Afirmativas da Pró-reitoria de Extensão (DPA/Proext), Escola de Enfermagem de Manaus (EEM) e Faculdade de Ciências Agrárias (FCA) para atender populações tradicionais, consideradas mais vulneráveis, e sensibilizando pessoas quanto à situação de risco de famílias indígenas, o Subcomitê de Enfrentamento à Pandemia do Coronavírus faz doação de alimentos a 214 famílias indígenas na ultima quinta-feira, 23 de abril, no Parque das Tribos.

Os beneficiados incluem famílias de povos como: Mura, Apurinã, Sateré-Mawe, Tikuna, Kokama, Kambeba, e outros, perfazendo um total aproximado de 1.500 pessoas dentre crianças, adultos e idosos. Em Manaus, de acordo com o levantamento realizado pela equipe da professora do Departamento de Geografia, Ivani Faria, e utilizado para ações estratégicas pelo DPA, mais de 1.200 famílias indígenas estão em situação de vulnerabilidade social, necessitando de alimentos, materiais de limpeza e higiene pessoal, além de medicamentos para sintomas de febre, máscaras de proteção e álcool em gel 70%.

Diante disso, o Departamento atuando com o Subcomitê de Enfrentamento da Pandemia de Coronavírus em Povos e Territórios Indígenas na Amazônia Brasileira colabora com propostas que ajudam essas populações e a campanha de doação de alimentos é uma delas, pois, em Manaus, existem aproximadamente 35 mil indígenas de quase os 64 povos habitantes do Amazonas.

A maioria vive de apresentações culturais, venda de artesanatos e outros trabalhos informais. Se a situação deles já era ruim antes da pandemia, agora consegue ser pior. Não há o reconhecimento por parte das instituições públicas que possibilitem ter acesso a direito à saúde e educação diferenciada porque não estão em seis territórios originários. Normalmente residem em áreas periféricas sem condições adequadas. Agora, estão sem a fonte de renda e sem poderem sair de casa, completou a diretora do DPA/Proext, professora Cláudia Guerra Monteiro.

Coordenando a ação, além da diretora do DPA/Proext, estão os professores Marco Antônio Mendonça e Esron Soares, da FCA e EEM, respectivamente, os quais salientam sobre a importância da solidariedade humana, agradecendo a todos pela ajuda, e dão destaque quanto à persistência da problemática, convocando novamente às pessoas em dar continuidade às doações, nesta fase de pandemia.

Esta já é a quarta iniciativa realizada em prol das comunidades indígenas desde o início da pandemia no Estado. Nossos grandes apoiadores nas doações como a Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), através da Secretária Carol Brás, do Dr. Petrúcio Magalhães Júnior, Secretário de Produção Rural do Amazonas e Ícaro Andrade, da Sejusc, Kathelen Santos, da Secretaria Executiva do Fundo de Promoção Social, Elisangela Meireles, da Secretaria Executiva adjunta do Fundo de Promoção Social", detalhou a diretora. Somente no Parque das Tribos, foram doados mais de uma tonelada de alimentos, como: verduras, frutas e filés de peixe. Todas as doações foram cuidadosamente, higienizados antes de sua entrada no parque.

O que pode ser doado

Alimentos: aveia, macarrão, feijão, arroz, café, goma ou farinha de tapioca, açúcar, maisena, farinha de trigo, leite em pó, óleo de cozinha, biscoitos, farinha de mandioca, frutas, polpa de frutas, verduras, legumes e alho e limão;

Materiais de limpeza: água sanitária, sabão, detergente, álcool em gel e etc;

Materiais de higiene: creme dental e sabonetes; 

Equipamentos de proteção individual: máscaras.

Local de entrega

As doações podem ser feitas das 8h às 15h, na Pró-Reitoria de Extensão da Universidade Federal do Amazonas, localizada na Avenida General Rodrigo Otávio Jordão Ramos 1200, Coroado I. Procurar Kyd Roges. Mais informações pelo telefone (92) 9913-27618/ falar com Dailiana Saif.

registrado em:
Fim do conteúdo da página