Seletor idioma

Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Palestrante internacional abre o 18º Congresso Brasileiro de Professores de Espanhol na Ufam

Publicado: Terça, 05 de Novembro de 2019, 10h58 | Última atualização em Terça, 05 de Novembro de 2019, 11h09 | Acessos: 302

 

O professor Rainer Enrique Hamel, da Universidad Autónoma Metropolitana do México, foi o responsável por ministrar a conferência de abertura na décima oitava edição do ‘Congresso Brasileiro de Professores de Espanhol (CBPE): no ritmo das águas, encontros, reflexão, resistência e perspectivas sobre o ensino de Espanhol no Brasil’. O evento ocorreu na tarde desta segunda-feira, 4, no Auditório Eulálio Chaves, setor Sul, campus universitário.  

Intitulada ‘Políticas del lenguaje en el campo de las Ciencias y la Educación Superior (CIES) em América Latina: el papel del portugués, español, inglês y otras lenguas’, a palestra trouxe aos congressistas reflexões acerca das políticas linguísticas na Ciência e no Ensino Superior no mundo. “O inglês, nos último 40 anos, avança como principal língua nas publicações das Ciências. Línguas como espanhol, português e francês estão retrocedendo em espaços importantes dentro das publicações. Analiso os motivos políticos que tornam o inglês a língua central dentro da Ciência”, explicou.

O palestrante enfatizou também a necessidade de os pesquisadores pensarem em modelos plurilíngues. “Nós podemos pensar em uma integração latino-americana que esteja baseada no espanhol e português como línguas principais de comunicação acadêmica. Eventos como o Congresso Brasileiro de Professores de Espanhol são um impulso importante para a área porque aborda vários temas que vão além do espanhol e contemplam, ainda, línguas indígenas e questões fronteiriças”, enfatizou.              

O Congresso tem a participação de conferencistas nacionais e internacionais como Ana Pizarro da Universidad de Santiago (Chile) e Fernando Trujillo Sáez da Universidad de Granada (Espanha). A ideia é debater os rumos e perspectivas do ensino do Espanhol no Brasil a partir de palestras, minicursos, mesas-redondas, sessão de pôsteres, café temático, simpósio, lançamentos de livros, entre outros.

Entre os dias 4 a 7 de novembro, o evento ocorre no campus sede da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), em Manaus (AM), e, entre os dias 8 a 10 de novembro no Instituto de Natureza e Cultura da Ufam (INC/Ufam), no município de Benjamin Constant, no Alto Solimões, fronteira do Brasil com a Colômbia e com o Peru. Essa é uma parceria da Faculdade de Letras da Ufam (Flet/Ufam), Secretaria Nacional das Associações de Professores de Espanhol (Senacape) e Associação de Professores de Espanhol do Estado do Amazonas (APE/AM).

Solenidade de Abertura

O reitor Sylvio Puga lembrou, durante a cerimônia, da posição estratégica da Ufam dentro da Amazônia internacional. “O mundo todo olha para a nossa região e quando realizamos eventos como o CBPE promovemos a integração. Trabalhamos em uma agenda positiva na construção de temas relevantes para a realidade amazônica brasileira e internacional”, enfatizou.

O diretor da Faculdade de Letras da Ufam (FLet/Ufam) e membro da Comissão Organizadora do Congresso, professor Wagner Barros Teixeira, comenta sobre o ineditismo da realização do evento em Manaus. “O CBPE foi conquistado há dois anos, em Belém, e, hoje temos na nossa universidade cerca de 500 congressistas de todo o Brasil, além de conferencistas nacionais e internacionais e autoridades como embaixadores e cônsules. Todos engajados em prol da pluralidade do ensino das línguas, em especial do espanhol. O evento inova porque acontece em duas sedes, Manaus e Benjamin Constant, para mostrarmos ao Brasil a importância que o espanhol assume na região de fronteira”, disse.  

Segundo a congressista e professora do Instituto Federal da Bahia, Deíse Viana, o evento proporciona uma visão ampla da temática. “Como é um Congresso de língua, literatura e cultura, você não volta para casa o mesmo. Para a sala de aula é uma forma de pensarmos novas práticas que envolvem as questões linguísticas, além da riqueza cultural já que vamos dialogar com pesquisadores nacionais e internacionais”.

Para a congressista Vitória Araújo, aluna da Universidade Federal de Roraima, esta é uma oportunidade para conhecer as bibliografias internacionais usadas diariamente. “O Congresso nos possibilita ouvir, pessoalmente, nossas bibliografias. Realizar minicursos com pesquisadores que lemos é desafiador e, ao mesmo tempo, um momento de muito aprendizado”, encerrou.     

Estiveram presentes na mesa o embaixador da Colômbia no Brasil, Dario Alonso Montoya Mejía, o cônsul geral do Peru em Manaus, José Yépez, a cônsul honorária do Chile, Maria Carolina Echenique e a assessora de Relações Internacionais e Interinstitucional da Ufam, professora Leda Duwe Leão Brasil.    

Fique por dentro

Para saber tudo que ocorre na programação basta clicar aqui. Outra opção é instalar o aplicativo disponível em Android e iOS.

Sobre o palestrante

Rainer Enrique Hamel é doutor em Linguística pela Universidade de Frankfurt. É professor de Linguística no Departamento de Antropologia da Universidad Autónoma Metropolitana, Unidad Iztapalapa, México, D.F. É Diretor do Programa “Comunidad Indígena y Educación Intercultural Bilingüe” CIEIB, Coordenador do Proyecto “Políticas del lenguaje en América Latina” da Asociación de Lingüística y Filología de América Latina (ALFAL). Suas principais disciplinas de atuação são Antropologia linguística, Sociolinguística, Psicolinguística, Linguística Aplicada, Políticas e Planejamento linguístico, Língua e Educação, e Análise do Discurso. Seus principais temas de investigação são: bilinguismo, conflito linguístico, deslocamento e preservação de línguas, educação intercultural bilíngue, aquisição e ensino de segundas línguas, plurilinguismo e pluriculturalismo, políticas e planejamento de línguas e globalização, políticas de línguas nas Ciências e no Ensino Superior, uso de línguas, interação verbal e relações de poder nas instituições.

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página