Seletor idioma

Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias Destaque > 'São Gabriel da Cachoeira, cidade mais indígena do País, será novo campus da Ufam', anuncia governo federal
Início do conteúdo da página

'São Gabriel da Cachoeira, cidade mais indígena do País, será novo campus da Ufam', anuncia governo federal

Publicado: Segunda, 10 de Junho de 2024, 11h05 | Última atualização em Terça, 11 de Junho de 2024, 11h04 | Acessos: 702

Por Ana Carla Santos

Ascom Ufam

Outro importante anúncio feito pelo governo federal para a educação tem relação com a bolsa permanência. Um novo aporte já está previsto para 2024, quando R$ 35 milhões

 

Ufam em São Gabriel da Cachoeira - Presidente Lula anunciou nesta segunda-feira, 10, recursos da ordem de R$ 5,5 bilhões para a consolidação e expansão da educação superior no País. Um novo campus, o de São Gabriel da Cachoeira, será implantando a partir do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). O reitor da Ufam e diretor da Andifes, professor Sylvio Puga, acompanhou o anúncio, feito diretamente de Brasília e com transmissão pelo youtube Coletiva Mec.

Vale rememorar, que no dia 30 de janeiro de 2018, a Administração Superior, na primeira gestão do reitor, professor Sylvio Puga, instalou a pedra fundamental como marco da criação do novo campus. O pacote de obras que atenderá à Ufam, é uma das 51 no norte do País, já previstas, programadas e constantes em orçamento. 

Em coletiva de imprensa, o ministro da Educação (MEC), Camilo Santana, explicou que o critério para apontamento dos novos campi deveu-se a baixa cobertura de matrículas registradas numa equação que considera a população do município, que no caso de São Gabriel da Cachoeira é de pouco mais de 35.700 pessoas. 

Outra especificidade de São Gabriel da Cachoeira é que o município arregimenta o maior percentual de indígenas do Brasil, com mais de 98% de sua população pertencente a uma das 23 etnias catalogadas, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Também é uma cidade da calha do Alto Rio Negro que faz fronteira com a Venezuela e Colômbia, ou seja, uma regiã de fronteira. 

Hoje, a Ufam está em São Gabriel da Cachoeira oferecendo cursos modulares em várias áreas do conhecimento e também um curso de mestrado em Sociedade e Cultura na Amazônia (PPGSCA).    

  

 

Permanência dos alunos

Outro importante anúncio feito pelo governo federal para a educação tem relação com a bolsa permanência. Um novo aporte já está previsto para 2024, quando R$ 35 milhões serão repassados para garantir 5.600 novas vagas para atendimento de estudantes indígenas e quilombolas, em universidades e institutos federais.

Em pronunciamento, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva falou às reitoras e reitores de universidades e institutos federais, “O Ministério da educação avaliou todos os municípios brasileiros cujo número de matrículas, numa equação que considera a quantidade de habitantes, que está muito abaixo do que poderia ser, e que o compromisso do governo federal, por meio do Ministério, é fazer com que toda a população brasileira tenha acesso ao ensino de qualidade e socialmente referenciado. Os investimentos que vem sendo feitos um ano e 10 meses é justamente pensando nisso e que vai prever não só estrutura como concurso público e também a política de permanência para os estudantes dessas novas instituições. As instituições já existentes serão beneficiadas com essa ampliação do reforço no orçamento para o ano de 2024”.  

O reitor, Sylvio Puga disse que o anúncio de um novo campus para a Universidade Federal do Amazonas e especialmente em São Gabriel da Cachoeira tem a questão cultural forte além de ser muito simbólico e importante para a Amazônia. "Eu me recordo que quando estivemos em 2018, nesse município, a população da cidade ficou muito feliz com a possibilidade de receber um campus lá e que finalmente agora esse planejamento será uma realidade a partir do momento em que a Universidade Federal do Amazonas também estará lá. É importante que a Ufam continue a ser expandida para que cada vez mais os amazonenses e amazônidas tenham acesso ao ensino superior de qualidade”.

Listas de obras da UFAM aprovadas PAC Educação:


 

registrado em:
Fim do conteúdo da página