Seletor idioma

Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias Destaque > Ufam comemora 10 anos da AgroUfam
Início do conteúdo da página

Ufam comemora 10 anos da AgroUfam

Publicado: Sexta, 08 de Março de 2024, 13h58 | Última atualização em Sexta, 08 de Março de 2024, 14h00 | Acessos: 530

Por Sandra Siqueira

Ascom Ufam

Iniciativa alia conhecimentos tradicionais e acadêmicos em prol da inclusão social

Há 10 anos, a Ufam, por meio da Faculdade de Ciências Agrárias (FCA), em especial, do Núcleo de Socioeconomia (Nusec), deu início a um projeto ousado: criar uma feira de produtos amazônicos dentro da Universidade, a AgroUfam. Uma iniciativa que tem o objetivo de unir esforços para o desenvolvimento da agricultura familiar amazônica, utilizando a ciência acadêmica e o saber da região, gerando emprego, renda e ainda mais conhecimento. Para celebrar a primeira década da AgroUfam, na 80ª edição da feira, que ocorre dias 7 e 8,  foi realizada a cerimônia de homenagens e agradecimentos. A solenidade foi realizada no Auditório Sumaúma, na manhã de quinta-feira, 7. 

Presidindo a mesa de honra, o reitor da Ufam, professor Sylvio Mário Puga Ferreira, prestou honras a todos os participantes da mesa, que de alguma forma colaboram para que a AgroUfam exista e atinja seu objetivo. “A AgroUfam é motivo de orgulho para nós. Pessoas que talvez nunca entraram na Universidade, para fazer pesquisa ou estudo, mas já passaram por essas barraquinhas. A feira é esse instrumento de catalização da comunidade conosco”, declarou. “Ela está gerando renda para as famílias, que vêm vender diretamente sem o atravessador. São pessoas que estão aqui à convite da Universidade. Eu gostaria de parabenizar a todos que participam da AgroUfam, que a apoiam, e desejar que esses dez anos se multipliquem por mais dez, e mais dez, infinitamente, e que ela seja cada vez mais forte e continue a nos inspirar como exemplo de resiliência e resistência”, concluiu. 

 

Uma das idealizadoras da AgroUfam, a vice-reitora, professora Therezinha Fraxe, destacou em seu pronunciamento o papel da feira tanto para a comunidade acadêmica quanto para os produtores que dela participam. “Eu sempre pensei que a universidade deveria ter um papel a mais do que só a troca de saberes. Ela deveria ter o papel de inclusão. E a AgroUfam é isso. Uma barraca, às vezes, representa de 30 a 40 famílias, como é o caso do indígena Iuri, que trabalha com plantas medicinais, que vem de muito longe vender aqui os chás, as ervas, tudo aquilo que foi feito pelos povos indígenas. Aqui, nós temos povos tradicionais, temos povos indígenas, nós temos a Amazônia aqui dentro tal como ela é”, expôs a gestora. “Sejam bem-vindos a esses 10 anos, sejam bem-vindos a uma Ufam que busca a inclusão, a uma Ufam que realmente tem a cara da Amazônia. E qual é a cara da Amazônia? Vocês da AgroUfam”, completou. 

O ex-deputado José Ricardo Wendling prestigiou o evento e foi homenageado como o parlamentar que contribuiu para que a AgroUfam chegasse aos seus primeiros 10 anos de existência. “Eu gostaria de parabenizar a Universidade, os cursos específicos, os professores e estudantes dessa área que envolve a produção de alimentos, na área agrária, na área ambiental. Nós precisamos ter esse foco em relação ao combate à fome. E isso passa pela produção de alimentos, pela universidade, pelo conhecimento, pelas parcerias, pela assistência técnica, por projetos como esse que estão sendo desenvolvidos aqui e através da Universidade”, ressaltou.

A coordenadora do Nusec, professora Jozane Lima Santiago, apresentou a AgroUfam como fruto de um trabalho em equipe de longo prazo que deu certo. “A AgroUfam é resultado desse trabalho, de extensão, de pesquisa, de inovação junto às comunidades rurais. Ela é mais do que uma feira, é um espaço onde nós, nesses dois dias, criamos um território, um território amazônico que tem essas realidades e, que como professores, discentes e pesquisadores, nós também nos aproximamos ainda mais das diferentes realidades e colocamos também aí os desafios da educação para criar, para inovar nesses processos que são tão caros para essas pessoas que produzem o alimento”, disse. 

Responsável pela AgroUfam, a professora Jozane discorreu sobre a programação especial em celebração aos 10 anos da feira. “Hoje, essa edição 80 é a abertura desses 10 anos. Então, faremos uma homenagem ao professor Samuel Benchimol, cujo família vem colaborando com alguns projetos do Nusec e as parcerias também com o Instituto Acariquara e também vamos fazer um agradecimento ao ex-deputado José Ricardo Wendling pela emenda parlamentar que a Universidade recebeu e parte dessa emenda veio para o Nusec para estruturar também não somente a parte física, mas também para aprimorar os trabalhos que a gente realiza junto aos agricultores, aos artesãos. “Até dezembro, em cada edição, iremos trabalhar algum aspecto da AgroUfam e seus impactos para a Universidade no ensino, na pesquisa e na extensão”, salientou.

Luzimeire Cavalcante é uma das artesãs que expõem seus produtos na AgroUfam desde a primeira edição do evento em 2014. “É sempre um grande prazer para nós artesãos, ter a Ufam como referência de local para venda. Todos nós adoramos participar da AgroUfam porque é um local totalmente diferente de outros locais que nós frequentamos, por todos nos receberem de braços abertos. Então, é uma grande parceria entre o artesão e o aluno, o professor, a gente fica muito feliz e grato por ter a feira da AgroUfam”, comentou. A orientação oferecida pela Universidade em áreas como gerenciamento de negócios é um dos fatores que tornam a Feira da Ufam ainda mais vantajosa e atrativa para os feirantes. “Quando a gente tem alguma dificuldade, tem o aluno que vem como uma extensão da Universidade dar um suporte para a solução do problema, tanto na questão agrícola quanto na de artesanato, eles estão preparados para oferecer esse suporte. Por exemplo, eu já tive ajuda com relação ao marketing, eles já vieram verificar se a gente tem a marca, se tem a patente, os professores vem com o intuito de tentar melhorar. Então, essa parceria é muito interessante para quem tá começando como negócio e a gente agradece muito a essa feira que nos abraçou e que é maravilhosa”, finalizou.  

registrado em:
Fim do conteúdo da página