Seletor idioma

Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias Destaque > Ufam retoma as atividades presenciais em janeiro
Início do conteúdo da página

Ufam retoma as atividades presenciais em janeiro

Publicado: Quarta, 13 de Outubro de 2021, 17h29 | Última atualização em Quarta, 13 de Outubro de 2021, 18h16 | Acessos: 2080

A Universidade Federal do Amazonas (Ufam) estabeleceu que o retorno das atividades presenciais em sua totalidade será dia 10 de janeiro de 2022. A decisão é resultado de reuniões periódicas do Comitê Interno de Enfrentamento do Surto Epidemiológico do Novo Coronavírus e respeita o calendário acadêmico aprovado pelo Conselho de Ensino e Pesquisa (Consepe/Ufam). O retorno obedecerá às normas de biossegurança que inclui o uso de máscara dentro da Instituição, além de serem disponibilizados totens com álcool em gel em locais estratégicos.

De acordo com o reitor, professor Sylvio Puga, esse é um momento que requer um trabalho em conjunto da comunidade acadêmica. “A Pró-Reitoria de Ensino e Graduação (Proeg), Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Propesp) e Pró-Reitoria de Extensão (Proext), em consonância com o Plano de Biossegurança da Ufam, estão construindo junto às Unidades Acadêmicas e seus respectivos Comitê Local de Biossegurança (CL-Bio), o retorno seguro das atividades acadêmicas”, destacou.

O presidente do Comitê Interno de Enfrentamento do Surto Epidemiológico do Novo Coronavírus, professor Bernardino Albuquerque, afirmou que no momento existe  um cenário favorável à flexibilização para o retorno das atividades presenciais desde que  haja, por parte da comunidade universitária, adesão às medidas de prevenção recomendadas e especificamente a imunização por meio de vacina. “Por parte da Universidade é de suma importância que esse retorno presencial seja em ambientes que proporcionem segurança dentro do que está preconizado no plano de biossegurança ou seja garantir a sinalização, distanciamento, arejamento, e insumos necessários à prática das medidas preventivas. Necessário e imprescindível a implantação de um sistema de monitoramento de possíveis casos de covid 19, com detecção precoce, e tomada de medidas oportunas no sentido de evitar a formação de cadeias de transmissão  da doença em ambientes da Universidade. Deixar claro que o vírus continua em circulação apesar de patamares baixos como observado e que a possibilidade de recrudescimento da pandemia é real se não houver adesão às medidas de prevenção e controle”, explicou o médico. 

Para o pró-reitor de Ensino e Graduação, professor David Lopes, embora esteja estabelecido uma data para retorno das aulas cem por cento presenciais, atendendo as determinações do Plano de Biossegurança da Ufam no retorno escalonado 25%, 50%, 75% e 100%, ainda estamos em pandemia com controle gradual e cada unidade acadêmica e administrativa deverá seguir o plano de biossegurança estabelecido pelo Comitê Local. “A modalidade de ensino de graduação presencial estava suspensa enquanto a classificação de risco de Covid 19 sinalizasse alta, permitindo o ensino por modelo remoto e híbrido. Nesse ponto, a resolução Consepe vigente é clara ao tratar de modelo de ensino (remoto, híbrido e presencial). Na Ufam há cursos na modalidade presencial e na modalidade EAD, únicas modalidades reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC). Por isso, os modelos de ensino devem fazer parte de plano de ensino e de plano de aula. O fato de voltar presencial em janeiro não anula as possibilidades de uso da virtualização para oferta de aulas como estratégias de apoio e suporte ao ensino de graduação”, enfatizou.

O professor David Lopes também relembrou, desde o início da pandemia, como funcionou o calendário na Ufam. “ O retorno presencial em sua totalidade é a terceira fase do Plano de Biossegurança e Resolução aprovada pelo Consepe para continuidade das aulas interrompidas em março de 2020. Primeiramente, foi aprovado o Ensino Remoto Emergencial (ERE), em agosto de 2020, (Resolução 003/2020), com a aprovação do Calendário Acadêmico Especial, estabelecendo 75 dias efetivos de aulas. Após essa primeira experiência, em 2021, com resultados positivos, a Proeg propôs um novo calendário para realização dos semestres 2020/1 e 2020//2; em fevereiro de 2021, o Consepe regulamentou o Calendário Acadêmico que estabeleceu os semestres letivos 2020/1, 2020/2 e 2021/1, com o ensino de graduação a ser realizado nos modelos de ensino remoto, híbrido e presencial. No atual momento, estamos finalizando o semestre letivo 2020/2, no ano civil 2021/2, e a Ufam se prepara para avançar, ou melhor, retornar à modalidade presencial de forma planejada e programada por cada unidade acadêmica. Preparar a Universidade para este novo momento de retorno tem sido um trabalho conjunto das Pró-Reitorias, Órgãos Suplementares e, especialmente, Unidades Acadêmicas, haja vista toda logística necessária para permanência segura das pessoas nos espaços comuns e coletivos de todos os campi, esta tem sido a maior preocupação da gestão”, finalizou o pró-reitor.

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página