Seletor idioma

Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias Destaque > PPGDIR realiza sua primeira defesa de dissertação
Início do conteúdo da página

PPGDIR realiza sua primeira defesa de dissertação

Publicado: Sexta, 30 de Abril de 2021, 15h11 | Última atualização em Segunda, 03 de Maio de 2021, 13h42 | Acessos: 518

 Sebastião de Oliveira

Equipe Ascom

Momento histórico na tarde desta sexta-feira, 30, quando aconteceu a primeira defesa de dissertação do Programa de Pós-Graduação em Direito da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Amazonas (PPGDIR/FD/Ufam). Com isso, o programa efetiva o processo de investigação no Mestrado em Constitucionalismo e Direitos na Amazônia.

Acúrsio Ypiranga Benevides Júnior que defendeu a dissertação intitulada "Hermenêutica Emancipatória na interpretação dos direitos da bio e sócio diversidade na Amazônia e a questão do Protocolo de Nagóia" teve a Banca Examinadora constituída pelos professores: Raimundo Pereira Pontes Filho (orientador/presidente), Caroline Barbosa Contente Nogueira (membro/Ufam) e Bianor Saraiva Nogueira Júnior (membro/Universidade do Estado do Amazonas/UEA).

O professor Pontes Filho, orientador e presidente da Banca Examinadora, disse que esse acontecimento representa a implementação do Programa, e que há tempos vinha sendo estudado pelo colegiado do curso. “O curso mais antigo da Universidade não tinha um programa de pós-graduação em nível de Stricto Sensu, disse o docente que acrescentou que “é um marco histórico, pois, de modo especial, é a realização de um sonho alentado, e que com a primeira defesa de dissertação, começa a consolidação do Programa na Universidade.”

Para o coordenador do Programa, professor Adriano Ferreira, a primeira defesa de dissertação é um sonho realizado. “Ter o mestrado em Direito, e concretizá-lo com a defesa do primeiro acadêmico chegando a etapa final, para a Faculdade é a concretização de um sonho que se tornou realidade”, explicou o docente que disse que isso se estende aos alunos, pois, esperaram por anos o programa de mestrado, e que agora estão  concluindo uma jornada. “O próximo desafio é criar o curso de doutorado”, afirmou o professor.  

Ferreira conta que a pesquisa é uma tradição na FD, uma vez que essa atividade estava concentrada na área de PIBIC. No entanto, com o mestrado, completou o coordenador, “a Faculdade subiu de patamar, estamos em outro nível, e agora, os resultados de pesquisa estão sendo divulgados à sociedade.”                     

registrado em:
Fim do conteúdo da página