Seletor idioma

Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias Destaque > Ufam inicia teste para covid para servidores e dependentes
Início do conteúdo da página

Ufam inicia teste para covid para servidores e dependentes

Publicado: Quarta, 17 de Fevereiro de 2021, 16h56 | Última atualização em Quarta, 24 de Fevereiro de 2021, 10h27 | Acessos: 1687

O Laboratório de Diagnóstico Molecular do Centro de Apoio Multidisciplinar da Universidade Federal do Amazonas (CAM/Ufam) é o responsável pelo diagnóstico laboratorial da covid-19 dos servidores e dependentes da Instituição. O exame começou nesta segunda-feira, 22. Para a realização, o interessado deverá preencher o formulário específico de solicitação disponível no link de Acolhimento CAIS.

De acordo com o diretor do Departamento de Saúde e Qualidade de Vida da Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (DSQV/Progesp), Ronaldo Vitoriano Bastos, a testagem será realizada por meio do exame RT-qPCR que terá o apoio do serviço de Acolhimento Cais, prestando o atendimento de saúde on-line à Comunidade Acadêmica, sendo o responsável pelo encaminhamento dos servidores para a testagem.

As coletas ocorrerão de segunda a quinta-feira, das 9h às 11h, no HUGV/Ebserh. Os pacientes se apresentarão no setor de triagem e serão encaminhados ao setor de coleta do laboratório situado no piso térreo daquele hospital. Inicialmente, serão oferecidas 10 vagas/dia para servidores e dependentes (acima de 14 anos), que estejam entre o terceiro e o sétimo dia de sintoma sugestivo para covid-19, disse o diretor.

Segundo o gestor, o servidor deverá apresentar as seguintes condições para realização do exame: comprovar a condição de servidor da Ufam, em caso de familiares diretos sintomáticos o acesso dependerá da existência de vaga na cota pré-estabelecida.

O servidor que tiver os sintomas de covid-19 deve acessar o serviço on-line de acolhimento do Cais quanto apresentar manifestações recorrentes da doença como semelhantes ao da gripe: indisposição, febre, tosse e dores pelo corpo, dor de cabeça, diarreia, náuseas, perda do olfato ou paladar, cansaço, e, em casos mais graves, dificuldade respiratória, completou o diretor.

Projeto Rede Nacional

O diagnóstico para covid-19 aos servidores da Ufam faz parte das ações do “Projeto Institucional em Rede: Laboratórios para Testes de Diagnóstico da Covid-19” do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações com financiamento de R$ 32,5 milhões, repassados pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep). O projeto prevê, ainda, a coordenação de esforços de pesquisa e desenvolvimento científico e tecnológico, assim como ações de extensão, que incluem divulgação científica e suporte à sociedade. O projeto tem como principal objetivo ampliar a capacidade de testes diagnósticos da covid-19.

Treze universidades públicas das cinco regiões geográficas do país compõem rede de laboratórios dedicada a ampliar a capacidade de realização de testes diagnósticos da covid-19, por meio da detecção de marcadores moleculares do vírus Sars-CoV-2. A Universidade Federal de Minas Gerais  (UFMG) assumiu o papel de instituição executora do projeto, e a coordenação geral é do pró-reitor adjunto de Pesquisa da Universidade, professor André Massensini.

Laboratório

De acordo com um dos coordenadores, professora Cristina Borborema, o Laboratório de Diagnóstico Molecular, até então um laboratório de pesquisa, necessitou ser adequado a sua nova missão de prestação de serviços à comunidade, o que demandou um esforço coletivo para esse fim. “Houve a necessidade de inscrição do Laboratório no Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde – CNES para que pudéssemos ter acesso ao Sistema de Gerenciamento de Amostras Laboratoriais – GAL. Este sistema é gerenciado pelo Laboratório Central de Saúde Pública (LACEN) que é vinculado a Fundação de Vigilância Sanitária (FVS)”, relatou a docente.

Parceria

Para executar as atividades do projeto designado de LABCAMP COVID-19 UFAM houve a parceria entre o HUGV/Ebserh para coleta de amostras e o Laboratório de Diagnóstico Molecular para fazer coletas e realizar testes de RT-qPCR para SARS CoV2 de seus servidores, assim como dos pacientes internos. “Já era um desejo do grupo expandir nosso trabalho para os servidores Ufam quando fomos procurados pelo presidente do Comitê de Enfrentamento da Covid-19, professor Benardino Cláudio Albuquerque, para que pudéssemos fazer esse atendimento, fato que já ocorria conforme demanda junto aos executores do projeto”, comentou.

registrado em:
Fim do conteúdo da página