Seletor idioma

Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias Destaque > CAIS realiza acolhimento para orientação social, psicológica e de fisioterapia à comunidade universitária
Início do conteúdo da página

CAIS realiza acolhimento para orientação social, psicológica e de fisioterapia à comunidade universitária

Publicado: Quarta, 27 de Janeiro de 2021, 18h26 | Última atualização em Quarta, 27 de Janeiro de 2021, 18h35 | Acessos: 867

A Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas da Universidade Federal do Amazonas (Progesp/Ufam), por meio do Centro de Atendimento Integral à Saúde (Cais) realiza acolhimento para orientação social, psicológica e de fisioterapia à comunidade universitária que abrange servidores, discentes e terceirizados. Para o acolhimento o interessado deve acessar AQUI, preenchendo um questionário e uma solicitação de demanda.

De acordo coordenadora da CDS, Roberta de Lima Sousa Vieira, esses atendimentos não são presenciais. “Entretanto, tem sido realizado o atendimento das demandas quanto às orientações corretas pelos devidos profissionais e os encaminhamentos quando necessário. O objetivo é atender a comunidade universitária, fazendo o acolhimento dessa demanda e intervindo quando necessário, no caso do psicológico e social. Assim como para as orientações e encaminhamentos necessários", disse Roberta Vieira.

A coordenadora dá importância ao acolhimento, pois acredita que em momento de pandemia não se deve deixar a comunidade universitária sem suporte. “Infelizmente, nós vamos completar um ano de pandemia e se nós ficássemos sem esse serviço, a comunidade universitária ficaria descoberta. Então, em abril de 2020, o serviço de acolhimento em saúde do Cais se estrutura, mobilizando todos os profissionais do Centro. E, com o aumento da crise de pandemia no Amazonas, o acolhimento tem sido importante nesse período”, completou.

O acolhimento é realizado on-line, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. De acordo com a coordenadora, o atendimento é realizado por uma equipe administrativa do Cais, que depois aciona o profissional necessário para fazer o atendimento. Em seguida, o profissional faz o agendamento com maior brevidade, que pode ser no mesmo dia ou marcado para o dia seguinte. “Agilidade nos processos de acolhimento é primordial”, assegurou a coordenadora.

Segundo ela, o atendimento nesse momento da pandemia tem funcionado de forma tanto para acolher as demandas de ansiedade, de luto, nas orientações para aqueles que estão adoecidos ou para aqueles que querem uma orientação médica ou de enfermagem de prevenção à covid-19. “Então, nesse momento tem sido bastante solicitado. Além disso, o serviço de fisioterapia faz orientação pós-covid e de recuperação para aqueles que ficam com seqüelas, como por exemplo, problemas respiratórios".

Para ela, a valorização das pessoas nas ações estratégicas realizadas pela universidade é refletida na comunidade acadêmica, considerando o maior patrimônio da Ufam. “É esse cuidado que é entendido nessa ação porque nós precisamos cuidar dos servidores (docentes, técnicos administrativos), discentes e também os demais trabalhadores, professores substitutos e voluntários, terceirizados e estagiários. A Universidade conta com grande patrimônio de pessoas e a gente precisa cuidar e valorizar as pessoas, pois acredito que essas ações estratégicas acabam dando esse olhar diferenciado e esse momento é fundamental pela crise de saúde que nós vivenciamos", finalizou a coordenadora.

 

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página