Seletor idioma

Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias Destaque > Ministério da Educação lança Exame Nacional de Residência Ebserh (Enare)
Início do conteúdo da página

Ministério da Educação lança Exame Nacional de Residência Ebserh (Enare)

Publicado: Quarta, 11 de Novembro de 2020, 16h32 | Última atualização em Quarta, 11 de Novembro de 2020, 17h17 | Acessos: 1104

Por Alberto Jean Fermin
Coordenadoria de Comunicação Social da Rede Ebserh e Comunicação HUGV/Ebserh

 

HUGV/Ebserh é um dos oito hospitais universitários participantes, com 59 vagas em 23 especialidades médicas

 

O Ministério da Educação (MEC) lançou na última sexta-feira, 6, um processo seletivo centralizado com 405 vagas de residências médica, multi e uniprofissionais para oito hospitais universitários federais e um hospital militar em todo o Brasil. Trata-se do Exame Nacional de Residência Ebserh (Enare), coordenado pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), estatal vinculada ao MEC, que faz a gestão de 40 hospitais universitários federais, ente eles o Hospital Universitário Getúlio Vargas da Universidade Federal do Amazonas (HUGV/Ebserh), que será um dos hospitais universitários participantes desta primeira edição do Enare.

As inscrições serão abertas no próximo dia 23 e poderão ser feitas de forma online pelo site enare.ebserh.gov.br. As provas serão realizadas em todas as capitais e nas cidades de Araguaína (TO), São Carlos (SP) e Lagarto (SE). Os extratos dos editais foram publicados no Diário Oficial da União.

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, explica que essa é a primeira vez que o MEC realiza um processo seletivo unificado voltado para residentes e que, até hoje, cada hospital/universidade realizava sua própria seleção. “Isso gerava algumas dificuldades para as instituições como critérios, etapas, datas e notas de corte diversas, risco maior de vagas ociosas, onerava e tornava os processos mais complexos, dentre outros”, acrescentou. Com o novo exame, as universidades federais passam a ter menor possibilidade de vagas ociosas, eliminação da carga burocrática da realização, manutenção do controle programático e definições técnicas, eliminação de custos e a ampliação da qualificação da seleção.

O ministro explicou ainda que os candidatos também tinham desvantagens como a participação em um processo caro e de difícil logística em função das viagens e taxas, datas diversas, regras diferentes e acesso restrito às vagas. A partir de agora, os candidatos poderão se beneficiar com a democratização do acesso, com uma data única para a realização das provas, sendo elas em todas as capitais além de cidades estratégicas, e um custo menor.

Para a Residência Médica, o Enare prevê 304 vagas em 41 especialidades. Já para a Residência Uniprofissional foram disponibilizadas oito vagas, entre enfermeiros e físicos médicos. A Residência Multiprofissional dispõe de 93 vagas, que incluem enfermeiros, farmacêuticos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, psicólogos, assistentes sociais, terapeutas ocupacionais, odontólogos, nutricionistas e profissionais de Educação Física.

O HUGV é mais antigo centro de formação de médicos especialistas no Amazonas. Em 1978 o hospital instituiu o primeiro Programa de Residência Médica do estado, o PRM em Patologia. Nesta primeira edição do Enare, serão ofertadas no hospital 59 vagas em 23 especialidades médicas.

Essas vagas são voltadas para os hospitais de Campo Grande (Humap-UFMS/Ebserh), Teresina (HU-UFPI/Ebserh), Salvador (Hupes-UFBA/Ebserh), Aracaju (HU-UFS/Ebserh), Lagarto (HUL-UFS/Ebserh), Manaus (HUGV-Ufam/Ebserh), Araguaína (HDT-UFT/Ebserh) e São Carlos (HU-UFSCar/Ebserh), além do Hospital da Força Aérea Brasileira (HFAB).

De acordo com o diretor de Gestão de Pessoas da Ebserh, Rodrigo Barbosa, a expectativa é que, no futuro, o exame seja estendido. “Poderemos ter outros hospitais, tanto da Rede Ebserh quanto outras unidades hospitalares públicas, que poderão a compor a iniciativa, uma vez que o Enare apresenta inúmeros benefícios”, afirma Barbosa.

Segundo o diretor de Ensino, Pesquisa e Atenção à Saúde da Ebserh, Giuseppe Gatto, o objetivo é buscar os candidatos mais qualificados para as melhores instituições do país. “Isso requer planejamento e critérios claros, transparentes, justos e bem definidos, em que todos possam participar em igualdade de condições. Essa é a nossa proposta com o Enare”, afirma o diretor.

Acesse o edital do processo seletivo unificado para residências no site enare.ebserh.gov.br.

O HUGV é pioneiro na formação de médicos especialistas e profissionais de saúde no Amazonas. Em 1975 o hospital instituiu o primeiro programa de residência médica do estado, o PRM em Patologia. Nesta primeira edição do Enare, serão ofertadas 59 vagas em 23 especialidades médicas no HUGV.

 

Sobre a Rede Ebserh 

O Hospital  Universitário Getúlio Vargas faz parte da Rede Hospitalar Ebserh desde novembro de 2013. Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência.

Como hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), e, principalmente, apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas. Devido a essa natureza educacional, os hospitais universitários são campos de formação de profissionais de saúde. Com isso, a Rede Ebserh atua de forma complementar ao SUS, não sendo responsável pela totalidade dos atendimentos de saúde do país. 

registrado em:
Fim do conteúdo da página