Seletor idioma

Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias Destaque > Ministério da Saúde pretende integrar a Gerência de Telessaúde da Ufam ao Programa Telessaúde Brasil Redes
Início do conteúdo da página

Ministério da Saúde pretende integrar a Gerência de Telessaúde da Ufam ao Programa Telessaúde Brasil Redes

Publicado: Terça, 11 de Agosto de 2020, 15h08 | Última atualização em Terça, 11 de Agosto de 2020, 15h13 | Acessos: 781

Por Márcia Grana
Equipe Ascom Ufam

 

O Telessaúde Brasil Redes é uma iniciativa do Governo Federal, via Ministério da Saúde, voltada para a atenção básica à saúde, principalmente para dar apoio ao diagnóstico em regiões remotas do país.

Em reunião realizada na manhã desta segunda-feira, 10, o reitor da Universidade Federal do Amazonas, professor Sylvio Puga, acompanhado da gerente de Telessaúde da Ufam, enfermeira Adriany Araújo; da diretora da Faculdade de Medicina, professora Ione Brum, do diretor da Escola de Enfermagem, professor Esron Soares Rocha; da professora do ICB, Priscila Cordeiro; do diretor da Faculdade de Educação Física e Fisioterapia, professor João Libardoni e do assessor especial da Reitoria, professor Edmilson Bruno, recebeu a representante do Departamento de Saúde Digital junto ao Ministério da Saúde, doutora Adriana Sousa.

A reunião também contou com a participação do presidente e vice-presidente da comissão de enfrentamento à pandemia de covid-19, professores Bernardino Albuquerque e Pedro Elias de Souza, este último também gestor da Gerência de Telessaúde da Ufam. Durante o encontro, a gerente de Telessaúde da Ufam apresentou o panorama na Telessaúde no Estado do Amazonas, destacando os serviços oferecidos pela Telessaúde da Universidade antes e durante a pandemia de covid-19.

Integração ao Telessaúde Brasil Redes

Após a apresentação, as autoridades trataram sobre a intenção do Ministério da Saúde de integrar a Gerência de Telessaúde da Ufam ao programa Telessaúde Brasil Redes, sistema do Governo Federal voltado à prestação de serviços de saúde à distância, realizados com o auxílio das tecnologias da informação e comunicação (TICs). A integração visa ao fortalecimento das atividades da Telessaúde da Ufam. “Assim que oficializada, receberemos recursos para capacitar os profissionais, teremos mais suporte para desenvolver as atividades de teleassistência, as quais passarão a ser interdisciplinares”, afirma a Gerente de Telessaúde da Universidade.

Relatos de Experiência

Nesta terça-feira, 11, a reunião continuou com os relatos de experiência dos residentes da Gerência de Telessaúde da Ufam. Gracileide Lopes é uma das residentes da área de saúde funcional do Hospital Universitário Getúlio Vargas. Ela comenta sobre suas expectativas em relação à nova parceria entre a Ufam e o Ministério da Saúde. “Enquanto equipe multiprofissional da residência de saúde funcional do HUGV, contribuímos com a gerência da Telessaúde de forma inovadora por meio da tecnologia como ferramenta principal para desenvolver nosso trabalho durante a pandemia. Para tal, desenvolvemos novas habilidades e competências técnico-profissionais para atender as demandas e chegar à população amazonense por meio das informações e orientações, todas balizadas nas referências científicas de saúde sobre a pandemia e demais assuntos a ela concernente. Na verdade, essas ferramentas são uma via de mão dupla. Esperamos que, com essa parceria da Ufam com o Ministério da Saúde, a Telessaúde fique mais robusta para suas atuações multiprofissionais e que o Sus chegue a todos, como propõe o princípio da universalidade e equidade’ declarou.

Jaqueline Lima de Souza foi outra residente da Gerência de Telessaúde da Ufam a relatar suas experiências na reunião. “Minha atuação foi diretamente relacionada com a promoção e a manutenção da qualidade de vida dos pacientes/comunidade geral através da divulgação de material digital audiovisual e expositivo, com conteúdos para atender o público relacionado à covid-19 e demais doenças. Foi uma experiência rica para o desenvolvimento de minhas habilidades profissionais visando ao enriquecimento da área para os próximos profissionais residentes como forma de contribuição para a Telessaúde, um campo essencial para nossa área de atuação, bem como a equipe multiprofissional. Em resumo, promoção da saúde é essencial para a vida de todos”.

registrado em:
Fim do conteúdo da página