Seletor idioma

Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias Destaque > Ufam entrega ao Iphan projeto de revitalização do antigo prédio da Faculdade de Direito
Início do conteúdo da página

Ufam entrega ao Iphan projeto de revitalização do antigo prédio da Faculdade de Direito

Publicado: Sexta, 07 de Agosto de 2020, 15h36 | Última atualização em Sexta, 07 de Agosto de 2020, 15h49 | Acessos: 449

Na manhã desta sexta- feira, 7, o reitor Sylvio Puga, acompanhado da prefeita do Campus, arquiteta Carmem Silvia Viana Guimarães, do diretor da Faculdade de Direito (FD), professor Carlos Alberto Moraes Ramos Filho e o vice-diretor da FD, professor Adriano Fernandes Ferreira, entregou para a superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), Karla Bitar, o projeto de revitalização da antiga sede da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), localizado na Praça dos Remédios, no Centro Histórico de Manaus.

O projeto é uma parceria da Ufam com o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (SEC) e prevê reestruturação e revitalização do prédio que abrigou a Universidade Livre de Manaós, hoje, Ufam. O reitor declarou que a Ufam, ao entregar o projeto de revitalização do antigo prédio da Faculdade de Direito para a análise e aprovação do IPHAN, reitera sua posição de zelo e cuidado com o a histórica edificação. 

Segundo a superintendente do IPHAN, Karla Bitar, a documentação entregue pela Universidade será examinada a partir da portaria nº 420 do IPHAN. “Serão analisadas todas as propostas colocadas no projeto de intervenção para que o prédio se torne apto, novamente, para ser utilizado. O Iphan do Amazonas tem uma coordenação técnica composta por arquitetos com expertise em análise de projeto de restauro. De acordo com a portaria nº 420, a equipe tem 45 dias legais para analisar. Porém, em caso excepcional e em se tratando de um prédio que o Iphan tem interesse, nós faremos o possível para encurtar esse prazo”, enfatizou.

A superintendente lembrou ainda do valor material e simbólico do prédio centenário. “O prédio está inserido na poligonal de tombamento do Iphan, ou seja, nós temos interesse na sua preservação e valorização. Todos estes imóveis que estão inseridos na área tombada são suportes da memória e da identidade do povo amazonense. No caso, do povo brasileiro porque esse é um bem tombado em nível nacional. Existe o valor material, configurado nas paredes, esquadrias, cobertura, nas ornamentações e nas soluções arquitetônicas, mas também há o seu valor simbólico e imaterial que está relacionado a vivência das pessoas no prédio e a sua própria história”, explicou a superintendente.

De acordo com prefeita do Campus Universitário e presidente da Comissão responsável pela revitalização da antiga sede da Faculdade de Direito da Ufam, arquiteta Carmem Silvia Viana Guimarães, o encontro entre as instituições foi estratégico. “A reunião foi relevante para que alcancemos o sucesso da total aprovação do projeto de revitalização do prédio. A Prefeitura do Campus deu entrada no projeto dia 31 de julho deste ano e, hoje, com a entrega formal feita pelo reitor Sylvio Puga, foi possível fazermos os alinhamentos necessários com o Iphan, a fim de sanar nossas dúvidas referentes ao processo e também sobre os complementares que serão elaborados pela equipe do Departamento de Engenharia da PCU”, informou. 

A antiga sede da Faculdade de Direito, após a revitalização, sediará um espaço acadêmico e cultural aberto à sociedade amazonense.

registrado em:
Fim do conteúdo da página