Seletor idioma

Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias Destaque > Propesp realiza premiação de melhores teses e dissertações de 2022
Início do conteúdo da página

Propesp realiza premiação de melhores teses e dissertações de 2022

Publicado: Segunda, 06 de Novembro de 2023, 15h17 | Última atualização em Quarta, 08 de Novembro de 2023, 10h57 | Acessos: 1603

Mais de 40 trabalhos foram premiados durante a solenidade

 

A Ufam, por meio da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Propesp), realizou, na manhã desta segunda-feira, 6, a cerimônia de premiação das melhores teses e dissertações de 2022. Foram agraciados os melhores trabalhos de cada programa de pós-graduação da Universidade, dos cursos de mestrado e doutorado. Além disso, foi feita uma homenagem para a professora Selma Baçal, in memoriam, ex-pró-reitora da Propesp.


A atual pró-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação, professora Adriana Malheiro, discorreu, em seu pronunciamento, sobre a relevância da cerimônia para a Universidade. “Aos queridos alunos da pós-graduação, sem vocês a pós-graduação não é nada. Precisamos que vocês estejam efetivamente presentes nos nossos programas. Vocês que vencem as lutas diárias, vocês que fizeram suas pesquisas, tanto no mestrado quanto no doutorado, cada um de vocês é um vencedor”, expôs a pró-reitora. “Como são mais de três mil alunos, não teria como a gente homenagear todo mundo, mas é importante que a gente faça um destaque anual e é nesse sentido que a gente traz alguns vencedores para cá”, completou. Antes das premiações em si, ocorreu a homenagem feita tanto pela Propesp, por meio da professora Adriana, quanto por membros dos PPGs da Universidade. Vários colegas expressaram sua admiração e carinho, por meio de vídeos, à professora Selma Baçal, falecida no dia 26 de agosto.

Em seguida, mais de 40 pesquisas foram premiadas pela Propesp durante a solenidade, entre elas a dissertação de Ana Mary Melo de Azevedo, sob a orientação do professor João Pacheco de Oliveira, com o título “Dança da cutia: minha cultura, minha identidade na escola mura” junto ao Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social (PPGAS). “Essa premiação destaca a excelente pesquisa e contribuição para o estudo da cultura e identidade dos povos indígenas, especificamente os Mura. A dança da cutia é uma expressão cultural importante de nossa etnia, e ao abordar essa temática na escola Mura, destacamos a importância de valorizar e preservar a diversidade cultural no contexto educacional. Parabenizo todos os que contribuíram direta e indiretamente pelo estudo realizado e pela conquista para o nosso povo”, comentou a estudante.


Confira a lista de todos os trabalhos premiados na solenidade.

Acesse ainda o livro de Resumos das Melhores Teses e Dissertações de 2022.

registrado em:
Fim do conteúdo da página