Seletor idioma

Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Ufam participa da I fesPIM entre os dias 27 e 29 de novembro

Publicado: Quarta, 27 de Novembro de 2019, 17h54 | Última atualização em Quinta, 28 de Novembro de 2019, 14h54 | Acessos: 542

Na manhã desta quarta-feira, 27, no Studio 5 Centro de Convenções, ocorreu a solenidade de abertura da Feira de Sustentabilidade do Polo Industrial de Manaus (fesPIM). A primeira edição mostra o potencial sustentável do Polo Industrial de Manaus (PIM), um dos parques fabris mais importantes do País. O evento é uma cooperação entre a Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) e o Instituto de Inteligência Socioambiental Estratégica da Amazônia (Piatam).

A Universidade Federal do Amazonas (Ufam) participa com um estande que apresenta pesquisas produzidas na capital e nas unidades fora da sede, que aliam tecnologia, sustentabilidade e mercado. De acordo com o reitor, professor Sylvio Puga, a Feira conecta a indústria aos recursos existentes na região.

“A fesPIM une em um só lugar vários agentes ligados ao desenvolvimento do Amazonas. A Ufam trabalha na divulgação de pesquisas e na busca de parcerias. Lembro, também, que um dos idealizadores da fesPIM é o docente titular da Ufam, professor Alexandre Rivas, presidente do Instituto Piatam”, disse.

Abertura

O presidente da República, Jair Bolsonaro, foi o responsável por abrir a FesPIM. Bolsonaro ressaltou o papel que o PIM tem para o desenvolvimento nacional. “A Zona Franca veio para mostrar que o Brasil é nosso, para integrar a região ao resto do País”, destacou.  

Já o presidente do Instituto de Inteligência Socioambiental Estratégica da Amazônia (Piatam), professor Alexandre Rivas, em seu pronunciamento, lembrou que o Piatam é resultado de um projeto exitoso, iniciado em 2007, na Ufam. “Nos últimos 12 anos, o Instituto tem se dedicado ao desenvolvimento de estudos e pesquisas aplicadas que visam a contribuir para a geração do conhecimento e a promoção do desenvolvimento econômico e social da Amazônia. Somos, portanto, uma instituição local com DNA 100% amazônico e que trabalha para fortalecer e engrandecer esta importante parte do Brasil”, disse.

O professor falou também sobre o estudo denominado ‘Instrumentos econômicos para a proteção da Amazônia: a experiência do Polo Industrial de Manaus’. “Esse trabalho mostrou pela primeira vez, com o rigor técnico e científico de classe internacional, que o PIM cumpre sua missão original, além de produzir uma externalidade benéfica à região, ao Brasil e ao mundo, que é contribuir para a proteção da floresta amazônica”, informou.

O superintendente Suframa, Alexandre Menezes, explicou que estarão expondo na fesPIM empresas, associações, institutos, órgãos públicos e privados que geram riquezas e desenvolvimento na região. “A Zona Franca é um dos melhores ambientes de negócio na economia nacional para receber investimentos, gerando oportunidades de emprego, renda, melhoria na qualidade de vida do nosso povo e, principalmente, interiorização da nossa economia. Houve um crescimento de 17% da indústria, o polo atingiu 80% de sua capacidade, sendo um desempenho expressivo”, enfatizou.  

Também estavam presentes na solenidade os governadores do Amazonas, Wilson Lima, do Acre, Gladson Cameli, e de Roraima, Antônio Denarium. Além do prefeito de Manaus, Arthur Neto.  

Sobre o PIM

O Polo Industrial de Manaus possui aproximadamente 500 indústrias de alta tecnologia, gerando mais de meio milhão de empregos, diretos e indiretos, principalmente nos segmentos de eletroeletrônicos, duas rodas e químico. Entre os produtos fabricados destacam-se: aparelhos celulares e de áudio e vídeo, televisores, tablets, motocicletas, entre outros.

Programação

A primeira palestra de hoje, 27, acontece às 17h, com o tema: “Instrumento econômicos para a proteção da Amazônia – o caso do Polo Industrial de Manaus, será ministrada pelo presidente do Instituto Piatam, Alexandre Rivas. Em seguida, o palestrante Márcio Holland, da Fundação Getúlio Vargas e ex-secretário de Política Econômica do Ministério da Economia ministrou a palestra “Zona Franca de Manaus: Oportunidades e Desafios”.

À noite, a programação segue com o presidente da Sociedade Norte-americana de Economia Ecológica, James R. Kahn, com a palestra “O papel da Zona Franca de Manaus para a conservação da Amazônia”. Fechando a programação do primeiro dia, às 20h, o administrador da XP Investimentos ministrará o tema: “Investimentos e Mercado de Capitais”.

O segundo dia do evento conta com palestrantes da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), da fábrica Daikin, do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM), além de uma palestra do empresário e ex-secretário da Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur), Orsine de Oliveira Júnior.

Na sexta-feira, 29, há duas palestras, uma com o arquiteto especialista em Desenvolvimento Econômico e Social, Takashi Yamauchi e a outra intitulada “Manejo e Bioprospecção: Proposta integradora para o desenvolvimento da bioeconomia da Amazônia”, ministrada pelo docente da Ufam, professor Spartaco Astolfi Filho.

registrado em:
Fim do conteúdo da página