Seletor idioma

Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Projeto ‘Economia e Cinema’, do Departamento de Economia e Análise da FES, tem apresentação neste sábado, dia 1º
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Projeto ‘Economia e Cinema’, do Departamento de Economia e Análise da FES, tem apresentação neste sábado, dia 1º

  • Publicado: Sexta, 30 de Abril de 2021, 17h07
  • Última atualização em Sexta, 30 de Abril de 2021, 17h09
  • Acessos: 458

O projeto do Programa Atividade Curricular de Extensão 2020 (PACE 2020) ‘Economia e Cinema: “trade-offs” da sétima arte’ do Departamento de Economia e Análise da Faculdade de Estudos Sociais da Universidade Federal do Amazonas promove, por meio do canal do projeto no Youtube, neste sábado, 1º de maio, apresentação do primeiro episódio do projeto com a postagem de um vídeo onde os coordenadores, professores Paulo Berti (coordenador) e Salomão Neves (vice-coordenador), irão explicar como ocorrerá o projeto.

O projeto é composto por dez episódios que serão postados a cada semana no canal do Youtube. Cada episódio terá um comentário sobre a teoria econômica por trás dos filmes selecionados. Neste primeiro episódio, além de apresentarem a estrutura do projeto, os coordenadores analisam dez filmes a partir do aspecto econômico em seus contextos (“As loucuras de Dick e Jane (2006); “Corra que a polícia vem aí! (1988)”; “De volta para o futuro (1985)”; “Os Goonies (1985)”; “Matrix (trilogia) (1999, 2003, 2003); “Alien, o 8º passageiro (1979)”; “A fantástica fábrica de chocolate (1971)”; “Star Wars: Episódio V - O império contra ataca (1980)”; “Jojo Rabbit (2019)”; e, “Blade Runner (1982)”).

O Projeto é direcionado à comunidade acadêmica, como também para o público em geral, com o objetivo de estimular o interesse de estudantes pelos filmes, pelo cinema a partir de uma perspectiva dos temas econômicos e sociais presentes nas produções que serão analisados.

Esta iniciativa de extensão tem por objetivo apresentar a perspectiva econômica contada nas estórias dos filmes selecionados. A intenção não é discutir a cadeia produtiva do cinema e sim como os problemas econômicos foram retratados em determinados filmes que podem ser de vários gêneros.

A pretensão dos coordenadores não é trazer documentários sobre economia para a comunidade acadêmica, ainda que eventualmente isso possa ocorrer. Filmes e cinema podem funcionar como uma ferramenta importante para se pensar os problemas econômicos e sociais fora de um contexto estrito de sala de aula possibilitado aos alunos e a comunidade externa uma interação, questionamentos e desenvoltura. Outro aspecto relevante é fomentar a cultura cinematográfica que é muito restrita.

A ideia fundamental de fazer essa extensão reside no fato de que as pessoas assistem aos filmes, ficam entretidas pela estória, mas, muitas vezes, perdem de vista aspectos econômico-sociais interessantes e importantes que poderia aumentar ainda mais a apreciação do filme. Um exemplo é o caso do “Ultimo Samurai” um filme com o ator norte-americano Tom Cruise que passa em um momento em que o Japão enfrenta transformações econômicas e sociais profundas. Um olhar que se apega apenas nas dificuldades do protagonista, vai se concentrar nas virtudes da tradição samurai que o processo de modernização está corroendo. No entanto, foi durante esse período que o Japão se organizou enquanto nação e evitou que fosse ocupado e controlado como aconteceu com a China. O Japão foi o único país do Extremo Oriente que não foi ocupado por uma potencia europeia. Outo aspecto interessante do filme é o fato da posição de samurai ser uma posição de privilégio outorgada pelo imperador em pleno século XIX. Sem falar no fato que na condição de monarca o imperador se mostra perfeitamente consciente do nível de corrupção que assola todo o país. O que nos faz refletir sobre o que é corrupção”, destacou o coordenador do Projeto, professor do Departamento de Economia e Análise da Faculdade de Estudos Sociais da Ufam (FES), Paulo Berti.

Além dos coordenadores, o Projeto conta com a participação das estudantes Ediana Damasceno (arte), Ágata dos Santos (roteirização) e Bruna Alves (divulgação). Os vídeos serão postados a cada sábado no canal do YouTube e também em outras redes sociais como Instagram e Twitter (@economiaecinema) e página no Facebook (https://www.facebook.com/economiaecinema/ .
.

registrado em:
Fim do conteúdo da página