Seletor idioma

Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

HUGV/Ebserh atuará na retaguarda para internação de casos não relacionados ao Covid-19

Publicado: Quinta, 26 de Março de 2020, 09h27 | Última atualização em Terça, 31 de Março de 2020, 14h52 | Acessos: 237

Por Alberto Jean Fermin
Comunicação HUGV/Ebserh

 

Devem ser encaminhados pacientes que não sejam considerados casos suspeitos ou confirmados do novo coronavírus

O Hospital Universitário Getúlio Vargas da Universidade Federal do Amazonas (HUGV/Ebserh), filiado à Empresa Brasileira de serviços Hospitalares (Ebserh) irá atuar como retaguarda do Hospital no enfrentamento à Covid-19.

Foi determinado, em tratativas da Gestão do HUGV junto à Secretaria Estadual de Saúde (Susam), que o Hospital e Pronto Socorro Delphina Aziz será referência no Estado para tratamento da Covid-19 e que sejam encaminhados ao HUGV os pacientes que tenham outras doenças e não sejam considerados casos suspeitos ou confirmados do novo coronavírus, mas precisem de internação. Com isso, os leitos do HPS Delphina Aziz seriam liberados para atendimento exclusivo de pessoas infectadas pelo coronavírus. Pacientes no HUGV suspeitos de ter contraído a Covid-19 terão atendimento inicial e serão encaminhados ao hospital de referência.

A medida é temporária e pode ser revista no decorrer do aumento do número de casos de Covid-19 no Amazonas. 

Outras medidas

Desde a última segunda-feira,23, estão suspensos os atendimentos a novos pacientes (primeira consulta, encaminhados para a unidade de saúde via Sistema de Regulação - SISREG) no Ambulatório Araújo Lima. Os atendimentos dos usuários já acompanhados pelas especialidades no AAL serão adiados, exceto aqueles que, com a descontinuidade da assistência presencial, poderão apresentar agravamento de seu quadro clínico.

Os pacientes estão sendo avisados por meio de mensagens nos telefones cadastrados. A orientação é que as pessoas guardem contato futuro do hospital para remarcação dos atendimentos. É importante manter o telefone de contato sempre atualizado em nosso cadastro pelo número (92) 3305-4835. Para informações a respeito do atendimento ambulatorial, os usuários poderão ligar para o (92) 3305-4836.

Comitê Gestor de Crise (CGC) do HUGV

Para gerenciar as ações e atuar de maneira estratégica durante a Crise, o HUGV criou, o Comitê Gesto de Crise, formalizado na Portaria SEI nº 82, de 17 março de 2020. Sua função principal é atuar de maneira estratégica, orientando as atividades dos subcomitês considerando os níveis de reposta do MS e FVS: Alerta, Perigo iminente e Emergência de Saúde Pública no Estado do Amazonas. Atuará definindo as atividades e prazos para cada subcomitê e fará os acompanhamentos das ações diariamente.

Foram também criados os subcomitês Administrativo, Assistencial, para treinamento e de apoio, cada um com funções a atuação específicas. O CGC se reúne diariamente às 9h.

Outras ações tomadas pelo HUGV foram: elaboração de plano de contingência, cancelamento de cursos e eventos realizados dentro do hospital, medidas internas para proteção dos colaboradores, redução da aglomeração de pessoas nas filas, entre outras.  

Atuação da Rede Ebserh

O Hospital Universitário Getúlio Vargas faz parte da Rede Hospitalar Ebserh desde novembro de 2013. Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência.

Desde os primeiros anúncios sobre o COVID-19, a Rede Ebserh tem trabalhando em parceria direta com o Ministério da Saúde, com participação do Centro de Operações de Emergência (COE) do órgão e tendo como diretrizes monitorar a situação no país e em suas unidades, realizar treinamento de funcionários da Rede, promover webaulas, definir fluxos, montar câmaras técnicas de discussões com especialistas e atuar como hospitais referência em algumas regiões.

registrado em:
Fim do conteúdo da página