Seletor idioma

Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Suspensão de consultas e procedimentos eletivos no Hospital Universitário Getúlio Vargas (Ebserh/Ufam)

  • Publicado: Sábado, 21 de Março de 2020, 20h09
  • Última atualização em Segunda, 23 de Março de 2020, 10h06
  • Acessos: 979

Por Alberto Jean Fermin
Comunicação Ebserh

O Hospital Universitário Getúlio Vargas da Universidade Federal do Amazonas (HUGV-Ufam), filiado à rede hospitalar Ebserh, informa que, em virtude da pandemia do Covid-19 declarada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), e considerando que o Ambulatório Araújo Lima (AAL) recebe um alto quantitativo de pacientes diariamente para consultas e realização de exames, decidiu adotar medidas de restrição de acesso. O objetivo é organizar o fluxo de circulação de pessoas e evitar aglomerações em espaços, preservando assim os pacientes já internados e os profissionais da instituição. Portanto, a partir da segunda-feira, 23 de março, estarão suspensos os atendimentos a novos pacientes (primeira consulta, encaminhados para a unidade de saúde via Sistema de Regulação - SISREG) no Ambulatório Araújo Lima (rua Afonso Pena, R. Afonso Pena, 691, Praça 14 de Janeiro).  Os atendimentos dos usuários já acompanhados pelas especialidades no AAL serão postergados, exceto aqueles que, com a descontinuidade da assistência presencial, poderão apresentar agravamento de seu quadro clínico.

Os pacientes deverão aguardar em casa um contato telefônico, posterior ao período de enfrentamento ao Covid-19, para reagendamento de consultas e procedimentos. É importante manter o telefone de contato sempre atualizado em nosso cadastro pelo número 3305 4835.

Também estarão suspensas, temporariamente, todas as cirurgias e procedimentos eletivos realizados no HUGV, exceto as que poderão trazer complicações para os pacientes caso não sejam realizadas, como as cirurgias oncológicas.

Atuação da Rede Ebserh

O Hospital Universitário Getúlio Vargas faz parte da Rede Hospitalar Ebserh desde novembro de 2013. Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência.

Desde os primeiros anúncios sobre o COVID-19, a Rede Ebserh tem trabalhando em parceria direta com o Ministério da Saúde, com participação do Centro de Operações de Emergência (COE) do órgão e tendo como diretrizes monitorar a situação no país e em suas unidades, realizar treinamento de funcionários da Rede, promover webaulas, definir fluxos, montar câmaras técnicas de discussões com especialistas e atuar como hospitais referência em algumas regiões.

registrado em:
Fim do conteúdo da página