Professores e bibliotecários da Ufam participam da sessão alusiva ao Dia do Bibliotecário na Aleam

 
Por Sebastião de Oliveira
Equipe Ascom

Na tarde de terça-feira, 12, a Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam) realizou sessão especial alusiva ao Dia do Bibliotecário, em que reuniu professores e técnico-administrativos em Educação (TAE) da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), além de representantes de entidades e instituições de ensino e de pesquisa do Estado do Amazonas. A sessão foi promovida pelo Deputado Serafim Corrêa (PSB/AM).

Na solenidade, estiveram presentes a coordenadora do curso de Biblioteconomia da Ufam, professora Deyse Botelho; a diretora do Sistema de Bibliotecas da Ufam em exercício, Milene Vale; a coordenadora do Sistema Integrado de Bibliotecas da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Jeane Alves; a vice-presidente da Associação de Profissionais e Acadêmicos de Biblioteconomia do Estado do Amazonas e professora da Ufam, Guilhermina Terra; a representante do Sistema de Bibliotecas do Instituto Federal do Amazonas (Ifam), Layde Queirós; e o presidente do Conselho Regional de Biblioteconomia da 11ͣ  Região, Jean Racene.

Na ocasião, a coordenadora da graduação em Biblioteconomia da Ufam, professora Deyse Botelho, considerou a homenagem de suma importância para a categoria. “Essa profissão transforma toda uma sociedade quando organiza e mantém a documentação presente na vida dessa sociedade e divulga para dar ao cidadão cada vez mais acesso à informação. Então, é muito importante que a sociedade reconheça esse profissional”, disse a professora.

Segundo a coordenadora, o Brasil está passando por vários problemas na atual conjuntura e a quantidade de informações está fora de controle, dificultando o trabalho do profissional de Biblioteconomia. “Mas hoje, o bibliotecário está presente também no interior do Amazonas, atuando em bibliotecas escolares, nos lugares mais distantes da região. Isso me deixa muito feliz, porque é uma oportunidade de marcar a presença do bibliotecário, orientando o usuário no acesso à informação”, completou a docente.

A diretora em exercício do Sistema de Bibliotecas da Ufam, Milene Vale, acredita que o papel do bibliotecário é de fundamental importância na formação dos acadêmicos da Instituição. Ela afirma que, inclusive com o avanço das novas tecnologias, a biblioteca serve como apoio a docência e aos discentes, pois é nela que a comunidade acadêmica busca o conhecimento profissional.

“Muitos falam que a biblioteca está com seus dias contados, no entanto, enquanto houver demanda por informações, a biblioteca continuará sendo o suporte na organização da informação impressa e eletrônica”, frisou Milene Vale.           

O professor do Departamento de Biblioteconomia da Ufam, Raimundo Martins, acredita que a biblioteca é um equipamento de cultura, destacando a sua capacidade de reservar o conhecimento em todas as épocas, as temáticas, em diferentes matizes de produção e de ideologia.

“É só ir até a biblioteca e recolher aquilo que interessa em que o bibliotecário passa a ser mediador desse processo de cultura e de informação. A partir da necessidade do usuário, o profissional encontra no acervo material mais adequado para atender exatamente o limite daquela necessidade. Nem mais, nem menos”, completa o docente.

Durante o evento, o deputado estadual Serafim Corrêa declarou que o surgimento de novas tecnologias de informação e comunicação são elementos facilitadores e parceiros na execução das tarefas cotidianas dos bibliotecários.

“Nunca a profissão do bibliotecário foi tão útil, e nós não podemos permitir que ocorra uma ruptura com os dados que nós temos armazenados do passado. Pois, enquanto não tivermos a digitalização das bibliotecas, nada vai substituir a necessidade de cada um consultar um livro de papel. A turma nova já vem nesse novo contexto. Nós não podemos esquecer que é nas bibliotecas que temos o nosso passado e teremos o nosso futuro. Nós temos que superar essa transição do impresso para o digital”, disse o deputado.

Data alusiva

O Dia do Bibliotecário é comemorado em 12 de março em todo o território brasileiro, mesma data em que nasceu o bibliotecário, escritor e poeta Manuel Bastos Tigre. Ele é considerado o primeiro bibliotecário concursado do país. A data celebra os profissionais cujo ofício é difundir a informação e o conhecimento, visando a promover um Brasil com mais desenvolvimento cultural e social. O bibliotecário trabalha em bibliotecas ou em centros de documentação, e, para exercer essa profissão, é necessário possuir bacharelado em Biblioteconomia, Documentação, Ciência da Informação ou Gestão da Informação

Cunhantã Digital – Startup elogiada por Obama e Zuckerberg estará no 2º Workshop na terça, 19

Vanessa Pinheiro, gerente de Treinamento da LaboratóriaVanessa Pinheiro, gerente de Treinamento da LaboratóriaPor Mariane Cruz
Jornalista / Projeto Cunhatã Digital

A Laboratória, uma startup sem fins lucrativos que almeja a inserção de mulheres no mercado de programação e muda a história delas, vem contar essas histórias em Manaus. A Gerente de Treinamento da Laboratória no Brasil, Vanessa Pinheiro, estará no Painel ‘Cultura Ágil aplicada à Educação e Inclusão de Programadoras no Mercado Tech’, no dia 19 de março, às 19h30, no Teatro Manauara. A palestra faz parte do 2º Workshop Cunhantã Digital, que acontece de 18 a 20 de março, em Itacoatiara e em Manaus.

“Nossa intenção é trazer experiências de sucesso para mostrar como a vida de mulheres podem mudar por esse viés da educação e da tecnologia”, explica a professora Tanara Lauschner, coordenadora do evento.

A Laboratória ensina linguagens de programação e habilidades sociais a jovens mulheres e as coloca em contato com grandes empresas para que possam seguir carreiras promissoras na área de tecnologia. Para se ter uma ideia do alcance do projeto, Barack Obama e Mark Zuckerberg já demonstraram publicamente sua admiração pelo trabalho da laboratória.

Programação

O 2º Workshop Cunhantã Digital é uma realização da União Brasileira de Mulheres (UBM) e do Instituto de Computação da Ufam (IComp/Ufam), com o patrocínio do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br), do Comitê Gestor da Internet (CGI.br), da Fundação de Amparo à Pesquisa do Amazonas e do Instituto de Desenvolvimento para a Informática da Amazônia (Sidia). As inscrições podem ser feitas no site www.bit.ly/wcunhantadigital2019. Vagas limitadas.

Além de oficinas, o evento vai apresentar as medidas práticas que estão acontecendo pelo Brasil para atrair meninas para as áreas de tecnologia. Um exemplo é o aplicativo para celular Mete a Colher, uma plataforma colaborativa e voluntária, que ajuda mulheres a combaterem a violência doméstica e sair de relacionamentos abusivos. A CEO e cofundadora do Mete a Colher, Renata Albertim, é uma das palestrantes do Workshop.

Para complementar o debate sobre as meninas na Internet, foi convidada a psicóloga Juliana Cunha, coordenadora do Canal de ajuda da SaferNet, organização que atua promovendo os direitos humanos na Internet.

Notícia relacionada

Workshop vai ensinar a fazer aplicativos, planejar canal no Youtube, usar impressora 3D e criar negócios inovadores

 

 

Ufam forma 84 novos Pedagogos

Por Marion Litaiff
Equipe Ascom

 

No dia 11 de março, segunda-feira, a Universidade Federal do Amazonas (Ufam), por meio da Faculdade de Educação (Faced), formou 84 novos pedagogos. A cerimônia aconteceu no Auditório Eulálio Chaves, localizado no setor sul do campus universitário.

A colação de grau foi presidida pelo vice-reitor da Ufam, professor Jacob Cohen, acompanhado da diretora da Faced, professora Silvia Cristina Conde Nogueira. Também fizeram parte da mesa de honra o vice-diretor da Faced, professor Claúdio Gomes da Vitória, a paraninfa do curso, professora Maria da Conceição Monteiro, a patronesse do curso, professora Michelle de Freitas Bissoli, a homenageada com o nome da turma, professora Ágida Maria Cavalcante dos Santos, e a homenageada, professora Raiolanda Magalhães.

Após a entrega dos diplomas, a recém-formada Juliana Mota de Castro, eleita oradora da turma, discursou sobre o início de novos desafios e expressou sua gratidão pelos discentes. “Hoje não é um dia comum, um dia qualquer, é o dia em que se encerra uma jornada para que uma nova se inicie, é o dia em que deixamos para trás um período de formação preliminar, porque, como bem sabemos, um professor sempre está em formação. Esta etapa foi cumprida, árdua, dolorosa, mas acima de tudo, vitoriosa. E por isso estamos aqui. Aos nossos mestres. Nosso muito obrigada, pois sem vocês esse sonho não teria sido possível, vocês são a prova viva de que resistência e persistência são caminhos para a realização de sonhos. Obrigada por nos ensinarem o valor da nossa participação, da nossa atuação, pois assim somamos para a construção de um país menos desigual e mais justo”, declarou a pedagoga.Juliana Mota de Castro, oradora da turma. Juliana Mota de Castro, oradora da turma.

Escolhida pela turma como paraninfa, a professora Maria da Conceição Monteiro se demonstrou honrada por fazer parte da caminhada dos formandos ali presentes. “Trago meu coração cheio de emoção, orgulho e felicidade para compartilhar com vocês. Trago emoção porque sou humana e na companhia de outros humanos com qualidades e vivências tão diversas é difícil não sentir o coração bater mais forte. Trago orgulho porque tive a oportunidade de viver de perto com tantos talentos, construídos e e em construção, no decorrer de sua formação profissional. Trago felicidade por saber que os profissionais que aqui estão recebendo a outorga do grau de licenciados em pedagogia estão aptos a devolveram à sociedade todos os recursos neles investidos, seja pela família, pelos amigos, pelos professores e pelo Estado”, disse a professora.

Na ocasião, a diretora da Faced, professora Silvia Cristina Conde relatou que aquela cerimônia não se tratava de uma despedida dos novos pedagogos. “Pra vocês eu digo um até breve, porque nós vamos nos encontrar nas estradas da vida, nas escolas da vida. E que esse encontro seja um encontro de reconhecimento, de afinidades e de objetivos comuns. Não somos iguais, mas temos um objetivo em comum. Nós queremos uma educação que seja para todos, uma educação que seja direito, e não privilégio. Nós queremos uma sociedade justa e um mundo melhor. Isso nos une. Nós temos uma dever de dizer que sim, somos professores e nos formamos a partir de longos anos de estudo. Não queremos dizer o que as pessoas têm que pensar. Esta não é a nossa função. Nossa função é fazer pensar. Eu tenho certeza que hoje vocês saem da Faculdade de Educação e da Universidade Federal do Amazonas, mas a Faced e a Ufam jamais sairão de vocês”, afirmou a docente.  

Docentes compõem a mesa e honra. Docentes compõem a mesa e honra. O vice-reitor da Ufam, professor Jacob Cohen, encerrou a cerimônia afirmando sentir-se emocionado na ocasião. “Apesar dos meus 45 anos de formado, ainda me emociono em um momento como este. É um momento sublime na vida de cada um de vocês. O momento em que vão iniciar uma nova etapa da vida, e que agora realmente vão saber o que é a profissão que decidiram seguir. Espero que sejam felizes na sua profissão, que realizem todos os seus sonhos e nunca se afastem da ética profissional. Vocês estão se formando na universidade pública de melhor qualidade da região norte. Portanto, não façam concessões gratuitas e sigam aquilo que os professores disseram ao longo desse curso. Vocês serão pessoas extremamente úteis para nossa sociedade. Gostaria de agradecer por estudarem na nossa universidade e pedir que levem um pedacinho dela no coração de vocês”, aconselhou aos novos egressos.  

 

 

Confira a lista de formandos:

Adriana da Silva Fonseca

Aleny Lopes Lima

Alice Pereira de Castro

Aline do Nascimento Lemos

Amanda Castelo Pereira Marinho

Ana Gabriela Raposo Ferreira

Ana Paula Diniz Fernandes

Ariane Samia Medeiros Barbosa

Arlice Marinho Lacerda Fontes

Barbara Stefani Guimaraes de Mello

Beatriz Oliveira Auzier Carneiro Caldas

Berenice Lima da Silva 

Bianca da Silva Oliveira 

Camila Ribeiro da Silva 

Carla Karoline Cortezão de Souza

Charles Augusto Barroso de Moraes

Chester da Silva Amorim

Cristina Rackel Costa da Silva e Souza

David Goes Ferreira

Deuzimar Rodrigues da Silva

Fabiana Monteiro de Figueiredo

Flávia Guadalupe Tinôco Guedes

Flávia Oliveira Figueiredo 

Gabriela Seda Furtado

Gerusa Moraes de Souza 

Giselle Lopes de Castro

Ingrid Nazaré Monteiro do Nascimento

Jaionara Leite dos Santos

Jaqueline Neves Nery

Jarlane Feitoza de Brito

Jéssica Maciel Cabral

Joana Oliveira de Almeida

Jordana da Silva Vasconcelos

Jozimar Oliveira de Souza (Juramentista)

Jucelino Ferreira de Souza  

Juliana Mota de Castro (Oradora)

Kamila Costa Fontes 

Kamila Oliveira dos Santos

Karinne Oliveira de Souza

Karoline Barroso Jeronimo

Keila Moldes de Menezes

Leilane Gabriela Peres da Silva

Lidia Kezia Campos dos Santos

Louise Marlyne Cordeiro Nistal 

Luanna da Silva Fernandes

Luciane de Macedo Silva

Lucio da Silva Souza

Luzete Bruno Ribeiro

Malena Pereira da Costa

Maria Alcenizia Alves de Souza

Maria De Lourdes Gomes do Prado

Maria Gabriela de Oliveira Pimentel

Maria Lina Mota da Costa

Mary Jane Tourinho da Silva

Meryssa Lima Roque

Meury Hellen Matos da Fonseca

Myrleny Nascimento Lima

Natália Craveiro Sales

Nathalia Gianine Negreiros da Silva 

Nicoly Julia Cruz da Silva

Olívio Pereira Caldas Neto

Orlando Junior Zanes Migueis 

Pablo Ruis de Oliveira e Silva

Patrik da Silva Costa

Rayana Priscilla Aleme Estevan

Renata Sevalho Agra Pereira

Renata Tatiana Ramalho da Silva

Renilton Barroso Correia Lima

Rilson Mota de Carvalho

Rômulo Carneiro de Campos Neto

Royane Maygna Ribeiro da Silva

Sabrina Monteiro da Frota

Samantha de Matos Caio

Sandrisa Nunes Martins

Suely Oliveira de Azevedo

Talita Santana de Moura

Taynara Valente Tavares

Thainá Batista Dias da Silva  

Valcélia Fortes Muniz

Valeria de Paula da Silva Lima

Vanessa Lopes Pacheco 

Vanice Lima dos Santos

Yana Bruna Duarte Leite

Yasmin da Costa Cruz