Educação a distância da Ufam tem nota 4 na avaliação do Inep/Mec

 
Por Irina Coelho
Equipe Ascom
 
A Universidade Federal do Amazonas (Ufam), por meio do Centro de Educação a Distância (CED/Ufam), foi avaliada para recadastramento institucional pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep/MEC) e obteve nota superior a quatro, em uma escala que varia de um a cinco. A nota foi conquistada após visita dos avaliadores do Inep/Mec.  

A comissão analisou o funcionamento dos cursos na modalidade e observaram itens como qualificação dos professores, processo pedagógico, instalações físicas dos polos presenciais, infraestrutura tecnológica e equipe de suporte aos alunos. Instituições com médias inferiores a três são consideradas insatisfatórias e, nesses casos, ficam impedidas de abrir novos cursos e ampliar a oferta de vagas para os que já existirem.

De acordo com o diretor do CED, professor Evandro de Morais Ramos, o processo avaliativo para recredenciamento da Ufam contou com o empenho de toda a Instituição. “A nota obtida pela Universidade foi 4,34 e isso, percentualmente, quer dizer um rendimento de 86%. O sucesso no processo é resultado de um esforço em conjunto entre o Reitor Sylvio Mário Puga Ferreira, todos os pró-reitores e a equipe do CED, com destaque para o professor João Victor Rodrigues”, enfatiza.

O diretor lembra, ainda, que a nota coloca a Ufam equiparada a instituições como Universidade Federal Fluminense (UFF), Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). “A Ufam investe na modalidade a distância desde 2007 e o atual desempenho nos iguala a outras instituições de ponta do país. Isso se deve a qualificação dos profissionais ligados ao CED, incluindo os professores e a equipe tecnológica” finaliza.

CED

É responsável pela oferta de cursos de nível superior na modalidade a distância cujo escopo é fazer da EaD a modalidade central/estratégica para o desenvolvimento de ações de ensino, de pesquisa e de extensão. Está credenciado pela Súmula de Parecer do Conselho Nacional de Educação (DOU-26/11/2010), amparado pela Resolução n.º 010/2004/CONSUNI, que aprova as ações de EaD no âmbito da Ufam, e pelo Regimento aprovado pela Resolução 010/2007/CONSAD.

Centro de Artes da Ufam abre inscrições para Oficina de Fotografia Digital e Produção de Vídeo

O Centro de Artes da Universidade Federal do Amazonas (CAUA), abre inscrições para a pré-matrícula, nesta sexta-feira, dia 7, até o dia 9 de junho, para a ‘Oficina de Fotografia Digital e Produção de Vídeo’, que tem como objetivo apresentar e interligar os conceitos de fotografia digital, elaboração de roteiro, produção de vídeos, para proporcionar sua prática por meio da criação de um curta-metragem.

Para participar, os interessados precisam atender aos pré-requisitos: ter a partir de 18 anos e possuir celular smartphone. No final da oficina, espera-se elaborar um curta-metragem utilizando recursos simples e de fácil acesso, focando no processo criativo dos alunos.

Os instrutores que irão ministrar a oficina são o Raimundo Oliveira Junior e Naiadry Guimarães Lopes, alunos finalistas da Faculdade de Artes da Ufam.

A oficina é gratuita, com carga-horária de 20 horas, divididas em 10 dias, no horário das 15 às 17h. Os interessados deverão fazer a inscrição no sítio  https://centrodeartesdaufam.wixsite.com/caua,  nos dias 7, 8 e 9 de junho, sendo que  a  matrícula e entrega de documentos será nos dias 11 e 12 de junho.

As aulas serão realizadas no Centro de Artes, situado na Rua Monsenhor Coutinho, nº 724, Centro, de 13 a 28 de junho.

Resumo do processo

Pré-matrícula pelo sítio: 7, 8, 9 de junho

Divulgação para matricula: 10 de junho

Matrícula com entrega de documentos: 11 e 12 de junho

Dias das aulas: 13,14,17,18,19, 24, 25, 26 e 27 de junho.

Reitor participa de evento para a criação do Sistema Municipal de Áreas Protegidas

Por Sebastião de Oliveira
Equipe Ascom Ufam

Em comemoração ao Dia Mundial do Meio-Ambiente, 5 de junho, o reitor da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), professor Sylvio Puga, participou na  tarde de terça-feira, 4, no auditório do Parque Municipal do Mindu, do lançamento do Grupo Técnico Interinstitucional que instituirá o Sistema Municipal de Áreas Protegidas, da assinatura do Decreto que altera o nome da Área de Proteção Ambiental (APA) da para APA Manáos e do lançamento da Campanha de Combate às Queimadas Urbanas.

Na ocasião, o professor Sylvio Puga saudou o prefeito de Manaus, Arthur Virgilio Neto que estava acompanhado pela primeira-dama, Elisabeth Valeiko Ribeiro, e demais autoridades que compuseram a mesa de abertura. O reitor da Ufam disse estar feliz em participar do evento comemorativo ao Meio Ambiente. Ele recordou que, na Universidade, composta por uma área aproximada de 600 hectares, o cotidiano institucional é de uma comunidade que preserva o Sauim de Manaus, símbolo da capital amazonense.

“É naquela área onde ele encontra o seu local, seu habitat para que possa viver, crescer, se reproduzir e fazer com que essa espécie, no passado ameaçada de extinção, resista. Graças ao trabalho do prefeito de Manaus e de sua equipe, nós podemos dizer que, hoje, o Sauim tem, na Universidade, uma área de proteção que está ampliada, exatamente com a criação dessa nova Área de Proteção Ambiental (APA), propiciando à espécie um  adensamento para que possa efetivamente povoar as áreas de proteção do município.

A nova área, denominada APA Manáos, abrange outras áreas que fazem parte do Corredor Ecológico de Manaus. Em continuidade, o reitor relatou que, há alguns anos, se tinha sido colocado uma rede de proteção na estrada do Campus Universitário para facilitar a travessia do Sauim-de-Manaus. Segundo ele, toda vez que passava naquele perímetro, observava o local em que é comprovado através de pesquisas que as espécies sabem se proteger do Homem. Em seguida, o reitor parabeniza a gestão do Prefeito de Manaus e sua equipe por ampliar a APA que de acordo com ele, dará mais vida ao símbolo da cidade de Manaus.

“A área que fica localiza a Ufam tem um papel decisivo no esforço de preservação ambiental e da proteção do Sauim, símbolo da cidade e endêmico do município. Para a Universidade, desempenhamos um papel importante não somente para o equilíbrio ecológico da área do município, como também na preservação do símbolo da cidade, o sauim de coleira, nome original, mas chamado atualmente de Sauim-de-Manaus”, completou o reitor Sylvio Puga.

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, cumprimentou o reitor da Ufam, professor Sylvio Puga, e demais autoridades. Em seu pronunciamento, o prefeito Arthur Neto disse que as autoridades que integravam a mesa de abertura, que há um ano, tinha sido assinado o decreto que visava à proteção da espécie, permitindo estabelecer corredores ecológicos seguros, o qual venceu dificuldades opostas às áreas da especulação imobiliária.

O prefeito disse ainda que essa ação se cristalizou se estende para APA Manáos, território da Ufam, e lançando grupo técnico institucional que cria o Sistema Municipal de Áreas Protegidas. No final, ele declarou aberto o mês comemorativo ao Meio Ambiente.

Além do reitor da Ufam, professor Sylvio Puga, do prefeito de Manaus, Arthur Virgilio Neto, e da primeira-dama, Elisabeth Valeiko Ribeiro, estiveram presentes o titular da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Antonio Nelson de Oliveira Jr., o representante do Ministério Público de Contas, procurador Ruy Marcelo Mendonça, entre outras autoridades.