Estudantes do curso de Relações Públicas lançam a revista ‘Curvas do Rio’ em linguagem regionalizada

O editor-geral da revista 'Curvas do Rio', o estudante Jaime Lima na apresentação da revista O editor-geral da revista 'Curvas do Rio', o estudante Jaime Lima na apresentação da revista
Por Juscelino Simões 
Equipe Ascom

Com uma linguagem regionalizada e diagramação recheada de elementos gráficos que valorizam visualmente as 48 páginas e 15 editorias, a revista ‘Curvas do Rio’ foi apresentada nesta terça-feira, 4, pelos alunos do 4ª período do curso de Relações Públicas da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e pelo corpo docente do curso.

Os estudantes do 4ª período do curso de Relações Públicas realizaram, na sala 16 do bloco Mário Ypiranga Monteiro, no setor Norte do Campus, a apresentação da revista ‘Curvas do Rio’.  A elaboração da revista faz parte da disciplina Produção Textual para Meios Impressos, ministrada pela professora do curso de Relações Públicas Célia Carvalho.

A proposta editorial é ressaltar o conteúdo das Relações Públicas utilizando uma linguagem regionalizada, por meio do uso de termos linguísticos do amazonense, que valorizam a identidade regional, expressos por elementos gráficos e uma diagramação requintada que destaca a cultura local.  

A apresentação da revista contou com o relato dos alunos sobre o processo de elaboração das matérias, a adaptação da temática na programação visual, como as ideias foram surgindo ao longo do processo, as dificuldades na produção textual, o contato com os personagens entrevistados e a importância do conteúdo na formação acadêmica.

“A ideia é que os estudantes produzam instrumentos de comunicação impressos que temos na disciplina (Expresso, Diário Estudantil e  revista Curvas do Rio). No ano passado, produzimos uma revista para comemorar os 40 anos do curso de Relações Públicas da Ufam. Foi uma revista comemorativa chamada ‘Em Cartaz’. Neste ano, fizemos com um nome diferente, com as editorias voltadas para o regionalismo, com o resgate das expressões faladas pela população amazonense que destacam nossa cultura, relacionadas com as Relações Públicas. São alunos que estão há dois anos na academia, mas conseguiram fazer uma revista focada na nossa área com esse regionalismo que não podemos perder”, destacou a professora Célia Carvalho.

O editor-geral da revista, o estudante Jaime Lima da Silva, destacou a dificuldade em relacionar a linguagem regional com o conteúdo das Relações Públicas. “Foi um desafio em razão de nossa linguagem regional ter conotação de sátira e ser cômica. Relacionar o conteúdo acadêmico com uma linguagem irônica e engraçada foi um desafio, mas deu tudo certo. Conseguimos expressar, por meio de vários elementos gráficos, gírias, termos que só são usados na nossa região, entre outros, o conteúdo da revista”, disse o estudante.      

Confira a revista em anexo.

Anexos:
Fazer download deste arquivo (REVISTA RP 2018_interativo.pdf)REVISTA RP 2018_interativo.pdf[ ]1743 kB