Nesta quarta (6), o Cine e Vídeo Tarumã exibe "Na estrada", de Walter Sales

Na estrada, de Walter Sales, é o filme que tem exibição nesta quarta-feira, 6 no Cine e Vídeo Tarumã, às 12h30, no Auditório Rio Negro, do Instituto de Ciências Humanas e Letras, localizado no Setor Norte do Campus Universitário.

 Veja a sinopse: Nova York, Estados Unidos. Sal Paradise (Sam Riley) é um aspirante a escritor que acaba de perder o pai. Ao conhecer Dean Moriarty (Garrett Hedlund) ele é apresentado a um mundo até então desconhecido, onde há bastante liberdade no sexo e no uso de drogas. Logo Sal e Dean se tornam grandes amigos, dividindo a parceria com a jovem Marylou (Kristen Stewart), que é apaixonada por Dean. Os três viajam pelas estradas do interior do país, sempre dispostos a fugir de uma vida monótona e cheia de regras.

O projeto Cine & Vídeo Tarumã é uma atividade de extensão do Departamento de Comunicação Social da UFAM, com as sessões acontecendo sempre às 12h30, no Auditório Rio Negro, do Instituto de Ciências Humanas e Letras, localizado no Setor Norte do Campus Universitário. As sessões são gratuitas e recebem o apoio cultural da Take Video Locadora.

“A Selva” de Márcio Souza no Cine Museu Amazônico desta quarta (6)

Nesta quarta-feira (06/11/2013), às 13h, no Instituto de Educação do Amazonas-IEA, Rua Ramos Ferreira, 909-Centro, “A Selva”, dirigido por Márcio Souza, filme roteirizado a partir do romance do escritor português Ferreira de Castro, de título idêntico, é a atração da programação da mostra Amazônia Cidadania Violentada, promovida pelo Museu Amazônico da Universidade Federal do Amazonas. Familiarizado com as pesquisas sobre temas amazônicos, o cineasta, escritor, dramaturgo, membro da academia de letras e, atualmente, presidente do Conselho de Cultura do Município, Márcio Souza é presença garantida no evento.

Na ocasião, o cineasta vai dialogar com o público presente sobre a obra e as razões do processo migratório da Amazônia no idos de 1910 a 1912, que resultou, dentre outras violências, na exploração do trabalho dos chamados “soldados da borracha”, levando-os ao isolamento extremo de seus lugares de origem - a solidão, a escravidão, a miséria absoluta e a morte. A Selva, ressalte-se, é uma das leituras possíveis sobre a obra de Ferreira de Castro e, ao mesmo tempo, uma das primeiras aposta no talento local.  A “Seva”, de Ferreira de Castro, constitui-se em um dos livros que se tornaram clássicos enquanto relato sobre a Amazônia, em um dos períodos mais agonizantes do ciclo da borracha. Ele mostra uma selva sendo desnaturalizada pela própria intervenção humana. É sobre esta última forma: o processo de “desnaturalização”, que levou ao foco da discussão que vai se dar entre o palestrante convidado e o público presente. O fato é que tanto a obra cinematográfica do cineasta Márcio Souza quanto o livro do escritor português Ferreira de Castro estão de acordo com os propósitos da mostra "Amazônia: Cidadania Violentada", pois nos mostra um momento do processo migratório de parte da Amazônia legal, no que diz respeito a sua ocupação e violência em relação ao meio ambiente e ao homem. Para completar a leitura das obras tanto do cineasta quanto do escritor acima citados, o escritor, historiador e membro da academia amazonense de letras, Abrahim Baze, finalizará o evento informando as trajetórias dos intelectuais em questão.

Sinopse

"Alberto, após participar de uma revolução em Portugal, foge para Belém do Pará. Entregue por um tio aos cuidados de um arregimentador nordestino de seringueiros, vai parar no seringal 'Paraíso', às margens do Rio Madeira. Entra em contato com a realidade amazônica, e a surpresa daquele exuberante mundo leva-o a mudar de orientação e de mentalidade, mesmo conhecendo todas as privações comuns ao emigrante nordestino que vai para a Amazônia em busca de um Eldorado. Anistiado em Portugal, Alberto pede permissão ao dono do seringal para deixar a região e retornar a seu país. Antes de fazê-lo, porém, incendeia o barracão e o dono do seringal morre". (Guia de Filmes, 47)

UFAM e Comando Militar da Amazônia realizam II Seminário de História Militar na Amazônia Brasileira

De 12 a 14 de novembro, a Universidade Federal do Amazonas e o Exército Brasileiro realizarão o II  Seminário de História Militar na Amazônia Brasileira. Esta edição tem como tema a “Presença Indígena na Amazônia: Fronteiras, Defesa e Proteção” e ocorrerá no auditório Rio Amazonas, da Faculdade de Estudos Sociais (FES), das 08h30 às 16h30. O evento pretende proporcionar uma reflexão ampla sobre a atuação militar na Amazônia Brasileira, levando em consideração a presença milenar dos indígenas na região e contará com a participação de historiadores, geógrafos, jornalistas, entre outros. 

A estrutura do evento abrigará palestras, painéis, exposições e sessão de cinema. As palestras abordarão temas tratando de questões históricas referentes ao período colonial até a história do tempo presente. A história militar e a presença indígena serão abordadas nas palestras “Fortificações Militares na Amazônia Portuguesa”, “A Ação Indígena na Amazônia Pombalina”, “A Presença Indígena na Amazônia Imperial”, “Documentos Referentes à Amazônia Brasileira no Arquivo Histórico do Exército e do 1º BIS”, “Rondon, Indígenas e a Amazônia”, “Terras Indígenas e Fronteiras na República Contemporânea”, “As Organizações Militares do Exército” e a “Presença Indígena na Faixa de Fronteira: Defesa e Proteção da Amazônia”. Levando em consideração que a presença indígena antecede ao colonizador, o Seminário de História Militar na Amazônia Brasileira reservou dois painéis nos quais se discutirão “A Estrutura militar colonial e a ação indígena na fronteira”.

Por tratar-se de uma atividade acadêmica extracurricular com carga horária de 50 horas, os organizadores do evento convidam os acadêmicos dos diversos cursos da UFAM, UEA e demais instituições de ensino superior, bem como alunos do 3º ano do Ensino Médio das escolares militares, da rede pública de ensino e de militares em formação para participarem do evento.

Anexos:
Fazer download deste arquivo (Programação.pdf)Programação do evento[ ]1558 kB

A Semana Acadêmica de Engenharia Química acontece de 18 a 22 de novembro

Com o objetivo de integrar, promover conhecimento científico e instrução sobre o mercado de trabalho a todos os acadêmicos interessados nesse ramo da Engenharia, o Departamento de Engenharia Química da Ufam em trabalho conjunto com a Universidade do Estado do Amazonas - UEA e Universidade Luterana do Brasil – Ulbra realizam no mês de novembro mais uma edição da Semana Acadêmica de Engenharia Química – Saeq. A Saeq 2013 buscará mostrar aos participantes que o profissional de Engenharia Química possui grande versatilidade e propiciar uma visão ampla sobre a importância do empreendedorismo no mercado amazonense. Esse profissional deve aplicar sua formação generalista, humanista, crítica e reflexiva na identificação e resolução de problemas, considerando seus aspectos políticos, econômicos, sociais, ambientais e culturais, aplicando abordagens éticas e humanísticas em atendimento às demandas da sociedade.

Informações e inscrições no site:

comissaosaeq.wix.com/saeq2013

Ou pelo email:

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

Cine Vídeo Tarumã retorna atividades com tema `Revendo Filmes de Sucesso`

O retorno às atividades do Cine Video Tarumã é marcado pela exibição de três filmes populares que ganharam vários prêmios em festivais e foram exibidos nos cinemas de Manaus.  Na segunda feira, dia 4, o filme escolhido é "O Grande Gatsby", de Baz Luhrmann. Na quarta feira, dia 6, o filme será "Na Estrada", do Walter Salles e, na sexta feira, dia 8, a programação será fechada com o filme "O Lado Bom da Vida", de David O. Russel.As sessões acorrem às 12h30, no Auditório Rio Negro, ICHL, Setor Norte.

Leia mais...

Idosos têm "Tarde de Entretenimento" no auditório Eulálio Chaves, nesta quinta-feira, 31

Idosos do Programa Vidativa, da Secretaria de Esporte da Juventude, Desporto e Lazer (Sejel) promovem amanhã, dia 31 de outubro, a 4ª Tarde de Entretenimento, com o tema: “Recordando o Cassino do Chacrinha”, no auditório Eulálio Chaves,  no campus da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), a partir das 14h.

Na programação, Concurso de Paródias e Dublagem, Concurso de Fantasia e Show de Calouros, tudo, com a participação de integrantes de pessoas acima dos 55 anos de idades que fazem parte de grupos da melhor idade em diversas zonas de Manaus, entre eles os do Centro de Convivência da Família Magdalena Arce Daou, do bairro Santo Antônio, Centro de Atenção Integral a Melhor Idade (Caimi) André Araújo e do Hospital Francisca Mendes, Centro Estadual de Convivência do Idoso (Ceci) da Aparecida e Escola Municipal Themistocles Pinheiro Gadelha, situado na zona Leste da cidade.