Workshop aborda interculturalidade na Amazônia de 25 a 28 de setembro.Inscrições abertas

Popularizar e refletir sobre a produção do conhecimento na Amazônia e de metodologias descoloniais a partir da interculturalidade e das ecologias dos saberes é a proposta do III Workshop nas Trilhas e Redes dos Saberes, a ser realizado na Ufam, de 25 a 28 de setembro. Inscrições prorrogadas até 3 de setembro para submissão de resumos expandidos nas diversas modalidades do evento (Acesse o site do evento).

Com o tema “Interculturalidade, outras ciências e conhecimentos na Amazônia”, o Wworkshop oferecerá uma vasta programação na qual os participantes poderão interagir e trocar conhecimentos.

A abertura do evento será às 19h no auditório Rio Amazonas, setor Norte do Campus, com a palestra 'Outras Ciências para além do pensamento abissal: interculturalidade, conhecimentos e saberes'. A mesa de abertura contará com presença de Davi Kopenawa Yanomami e Teresa da Cruz e Silva, da Universidade Eduardo Mondlane, em Mocambique.

Além da conferência de abertura, estão previstas mesas-redondas, grupos de trabalhos, relatos de experiência, mostras fotográficas e de vídeos, lançamentos de livros, minicursos, entre outras atividades. Um destaque da programação é o espaço de resistência para dar voz aos movimentos sociais. “Esse um momento de denuncia do próprio movimento popular contra todas as injustiças sociais que vêm sendo cometidas contra o povo brasileiro nesse momento político em que estamos. A universidade tem que denunciar essas injustiças e tem de estar do lado da sociedade, do povo”, disse a professora Ivani Faria, coordenadora do evento.

O Workshop marca os 16 anos de existência do grupo de pesquisa Dabakuri, que tem como objetivo principal desmistificar os conceitos de pesquisa, de ciência e de educação, partindo da ideia de formação construtiva entre os participantes do processo de aprendizagem. “Trabalhamos com a perspectiva da pesquisa participante com o movimento popular, com a sociedade. Todas as nossas metodologias são participantes. Trabalhamos no sentido da aprendizagem, construir juntos, uma relação sujeito-sujeito e não sujeito-objeto. Trabalhamos com pessoas e não com indivíduos. Todos que relacionam conosco são vistos a partir dessa perspectiva”, expõe a também líder do grupo, professora Ivani.

Os interessados podem inscrever os trabalhos de acordo com os seguintes eixos temáticos: Direitos Indígenas e Autonomia, Tecnologias Educacionais e Interculturalidade, Contextos Plurilíngues: desafios para a educação escolar indígena, Sociobiodiversidade e Conflitos territoriais em áreas protegidas e outros (UC´s – Unidades de Conservação e TI – Terra Indígena). Confira mais informações no documento anexado.

Com foco na interculturalidade, o evento pretende atrair um público diversificado como professores, estudantes e profissionais de diversas áreas do conhecimento de graduação, pós-graduação, ensino médio da rede pública e privada, indígena, não indígena, quilombola, ribeirinhos; associações comunitárias; entre outros.

A data prevista para divulgação do resultado dos trabalhos aprovados é 12 de setembro. O período de inscrições sem apresentação é até 25 de setembro, primeiro dia do evento.

Para mais informações, entre em contato com a organização do III Workshop nas Trilhas e Redes dos Saberes:

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

WhatsApp: (92)98400-8238