Ufam tem 69 cursos classificados no Guia do Estudante

Os cursos de Design e Ciência da Computação obtiveram a pontuação máxima de 5 estrelas na classificação.

 
Por Márcia Grana
Equipe Ascom Ufam

A Universidade Federal do Amazonas (Ufam) teve 69 cursos classificados com estrelas na Avaliação Anual do Guia do Estudante. A Avaliação é promovida pela editora Abril e o resultado foi publicado no Guia do Estudante Profissões – Vestibular 2019, que estará disponível em breve nas bancas e no site do Guia do Estudante.

Dos 69 cursos avaliados, dois conquistaram a pontuação máxima de cinco estrelas; 31 receberam quatro estrelas e 36 obtiveram três estrelas, numa escala de conceitos em que cinco estrelas correspondem a um desempenho excelente; quatro estrelas significam um desempenho muito bom e três estrelas indicam um bom desempenho.

Classificações

Receberam a classificação de cinco estrelas os cursos de Ciência da Computação e Design. Os cursos de Administração (Bacharelado); Agronomia (Bacharelado); Ciências Biológicas (Bacharelado); Ciências Biológicas (Licenciatura); Ciências Contábeis (Bacharelado); Ciências Econômicas (Bacharelado); Ciências Naturais e Exatas (Licenciatura); Ciências Sociais (Bacharelado); Educação Física (Bacharelado); Educação Física (Licenciatura); Enfermagem (Bacharelado); Engenharia da Computação (Bacharelado); Engenharia de Pesca (Bacharelado); Engenharia Elétrica (Bacharelado); Engenharia Florestal (Bacharelado); Farmácia (Bacharelado); Física (Licenciatura); Fisioterapia (Bacharelado); Geografia (Bacharelado); Geografia (Licenciatura); História (Licenciatura); Letras (Licenciatura); Matemática (Bacharelado); Matemática (Licenciatura); Medicina (Bacharelado); Odontologia (Bacharelado); Psicologia (Bacharelado); Química (Bacharelado); Química (Licenciatura); Serviço Social (Bacharelado) e Zootecnia (Bacharelado).

Os cursos que obtiveram três estrelas foram: Direito (Bacharelado); Engenharia Civil (Bacharelado); Engenharia de Alimentos (Bacharelado); Engenharia de Materiais (Bacharelado); Engenharia de Telecomunicações (Bacharelado); Engenharia Eletrônica (Bacharelado); Engenharia Mecânica (Bacharelado); Engenharia Química (Bacharelado); Esporte (Bacharelado); Estatística (Bacharelado); Filosofia (Licenciatura); Física (Bacharelado); Geologia (Bacharelado); Música (Licenciatura); Pedagogia (Licenciatura); Relações Públicas (Bacharelado); Administração (Bacharelado/Parintins); Pedagogia (Licenciatura/Parintins); Serviço Social (Bacharelado/Parintins);  Zootecnia (Bacharelado/Parintins); Administração (Bacharelado/Benjamin Constant); Pedagogia (Licenciatura/Benjamin Constant); Ciências Naturais e Exatas (Licenciatura/Itacoatiara); Engenharia de Software (Bacharelado/Itacoatiara) e Farmácia (Bacharelado/Itacoatiara). 

O reitor, professor Sylvio Puga, comemora o resultado da avaliação externa. “O resultado da Avaliação do Guia do Estudante foi muito positivo para a nossa Universidade. Parabenizamos todos os cursos avaliados, em especial, Design e Ciência da Computação que obtiveram a nota 5. Quero ressaltar que vamos continuar trabalhando para que no ano de 2019 alcancemos melhores resultados”, declarou o reitor.

Projeto Sucesso na Graduação

O pró-reitor de Ensino de Graduação, professor David Lopes Neto, destaca que o bom resultado é consequência dos investimentos da Ufam no Projeto Sucesso na Graduação (PSG). “Podemos dizer que 100% dos cursos avaliados obtiveram um conceito de qualidade. Isso mostra que estamos sempre avançando em relação aos indicadores que estão distribuídos nas dimensões didático-pedagógica, corpo docente e infraestrutura, nas quais vários desafios já foram superados quando comparamos os dados da avaliação deste ano em relação ao ano anterior. O melhor é que esse resultado positivo coincide com os investimentos do nosso Projeto Sucesso na Graduação, no qual nós trabalhamos com o instrumento de avaliação do INEP MEC e já é abraçado por todo o corpo docente e discente da nossa Universidade”, afirma o gestor.

Guia do Estudante - Norte para os jovens

A coordenadora da graduação em Design, professora Sheila Cordeiro Mota, comemora as cinco estrelas do curso de Design. “A exemplo do ENADE em que obtivemos as melhores avaliações nos últimos anos, nosso curso de Design acaba de receber 5 estrelas na avaliação Guia do estudante. Esta avaliação é importante para nós porque o Guia é considerado como um norte para o jovem que pretende seguir uma carreira profissional e ingressar nos melhores cursos das Instituições de Ensino Superior brasileiras. No ano passado o nosso curso também recebeu 5 estrelas, sendo considerado o melhor Curso superior em Design da Região Norte do País”, destacou.

A professora Claudete Barbosa Ruschival, primeira egressa do curso de Design a se tornar professora do quadro permanente de Desig ressalta a felicidade em compartilhar tantas conquistas do Design no ano em que o curso comemora 30 anos. “Nós nos sentimos muito felizes e orgulhosos em compartilhar essas conquistas, que se devem principalmente à qualidade e ao esforço do aluno ingresso e também à dedicação contínua de uma equipe coesa de professores, profissionais competentes que, ao longo dos anos, procuram, das mais diversas formas, colaborar com sugestões, projetos e pesquisas que visam valorizar e melhorar a proposta pedagógica do curso de DESIGN, que este ano completa 30 anos de jornada”.

Para o coordenador acadêmico do Instituto de Computação (Icomp), professor Leandro Galvão, esse reconhecimento reflete as diversas ações desenvolvidas no Icomp para aprimorar sua atuação na graduação: "Uma das ações fundamentais é o Seminário de Avaliação e Planejamento, realizado anualmente com a finalidade de alinhar as atuações dos docentes e técnicos administrativos em busca da qualidade e excelência. Por meio dele, o IComp se organizou para hoje ter 35 dos seus 36 docentes com titulação de doutor. Outra ação importante é a criação do IComp Tec, incubadora de startups ligada ao Centro de Desenvolvimento Empresarial e Tecnológico (CDTECH) da Ufam. Nesse ambiente, os alunos de computação encontram um espaço empreendedor e inovador para pôr em prática os conhecimento discutidos em sala de aula. Por fim, destacamos a flexibilidade curricular como um importante fator de sucesso da graduação em Ciência da Computação. Desde 2016, cerca de 10% da carga horária pode ser escolhida pelo aluno entre disciplinas eletivas, que abordam os assuntos mais atuais na área da Computação.", afirmou o docente.