• Mentor do Projeto Oftalmologia Humanitária, vice-reitor será homenageado em Congresso Brasileiro

  • Proext alinha programação para promover o 'Desperta Ufam', no próximo dia 5

  • Projeções serão apresentadas ao Conselho Universitário nesta quinta-feira, 23

  • Somando-se as modalidades, foram deferidos 370 auxílios. Do resultado preliminar é cabível recurso.

  • Ufam apresenta mapa da vulnerabilidade socioeconômica dos discentes durante coletiva

  • Proplan informa sobre documentos para previsão de arrecadação de convênios

  • XIII Juufam ocorre entre os dias 18 e 26 de julho

  • Professor David Lopes Neto defende Memorial Acadêmico no próximo dia 24 de maio

  • Inscrições abertas entre os dias 27 de maio e 13 de junho de 2019

  • As inscrições estão abertas até o dia 6 de junho

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10

Técnico-administrativos da Ufam realizam audiência pública sobre flexibilização de jornada de trabalho

 
Por Carolina Lemos
Equipe Ascom

 sexta, 23 de março, aconteceu, no auditório da Faculdade de Direito, setor norte da Ufam, Audiência Pública referente ao pleito de 30 horas semanais de trabalho dos técnico- administrativos em Educação da Universidade.

Para discutir a questão, participaram da mesa debatedora a secretária da Associação de Docentes da Ufam (Adua), professora Kátia Valina; a pró-reitora de Gestão de Pessoas do Instituto Federal do Amazonas (Ifam), Simone Rodrigues; o reitor da Ufam, professor Sylvio Puga; o coordenador geral do Sindicato Nacional das Entidades dos Servidores Públicos Federais (Sinasefe), Williamis da Silva; o coordenador geral da Federação dos Sindicatos de Trabalhadores Técnico-administrativos em Instituições de Ensino Superior Públicas do Brasil (Fasubra), Gibran Ramos Jordão, mediados pelo presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Superior do Estado do Amazonas (Sintesam), Francisco Viana.

A professora Kátia iniciou os trabalhos apresentando alguns dados sobre a educação de nível superior pública no Brasil, bem como reforçou a necessidade de se discutir a proposta de carga horária de 30 horas semanais.

A representante do Ifam, Simone Rodrigues, relatou a experiência do instituto no debate e avaliação para estruturação e implantação da jornada de 6 horas, iniciada anos antes, mas que, em 2018, já é uma realidade.

Williames da Silva, do Sinasefe, explicou a realidade de outros institutos no país que já implantaram e estão em processo da jornada flexibilizada e como a Ufam pode dar andamento no diálogo: “É necessário discutir com a comunidade de um modo geral. Se for para o Conselho Superior, dialogar com todos seus representantes”, ratificou o sindicalista.

Em sua fala, Gibran Ramos, da Fasubra, fez um rápido histórico sobre as reivindicações da redução de jornada de trabalho ao longo do tempo, desde a idade média, passando pelas Revoluções Francesa e Industrial, até os dias de hoje, apontando a relevância do tempo dedicado ao trabalho como forma de evolução social e intrinsecamente ligado à qualidade de vida do trabalhador.

O reitor da Ufam, professor Sylvio Puga, apresentou o posicionamento, enquanto gestor, sobre a redução da jornada para 6h. “Somos a favor das trinta horas. Vamos negociar com os colegiados para que possamos ir convencendo as pessoas (que são contras essa proposta) não com palavras, mas com ações. A Progesp está fechando um relatório sobre esse tema. Serão criadas comissões, com prazos para estudar isso e, passando pelo colegiado superior, para que nós possamos fazer esse plano piloto da universidade”, afirmou o reitor.

Após todas as apresentações, alguns presentes apontaram sugestões de encaminhamento e encerrou–se a audiência com a proposta de estudo e análise para implantação da carga horária de 30 horas semanais.

Comissão eleitoral divulga listas de votantes

A Comissão responsável pelo processo que elegerá os novos integrantes dos Conselhos Superiores da Ufam divulga as listas com os nomes dos servidores e alunos aptos a participar da eleição. Confira os documentos anexados.

De acordo com a Comissão, a lista dos técnico-administrativos em educação e dos residentes do Hospital Universitário Getúlio Vargas está sendo providenciada, mas a votação ocorrerá normalmente. Caso o nome do eleitor não conste na lista, é necessário apresentar documento que comprove vínculo com a Universidade como crachá e contracheque, para servidores. Estudantes podem apresentar comprovante de matrícula.

Na capital, serão 22 locais de votação, identificados com cartazes. Haverá um local de votação em cada campus fora da sede. Todos os eleitores devem votar em urnas de suas respectivas unidades e em turnos de seus cursos (diurno – até às 17h, e noturno – até às 20h).

Sobre a Eleição

Na terça-feira, 27, das 9h às 20h, os três segmentos da comunidade acadêmica da Ufam elegem seus representantes para atuar nos principais órgãos deliberativos da Instituição, os Conselhos Superiores. Os novos membros dos Conselhos terão de 2018 a 2020 para definir as ações da Universidade em suas áreas de competência. 

(Consuni, Consad e Consepe)

 

 

 

Em caso de dúvidas, acionar os contatos

 

Presidente da SBPC profere a Aula inaugural da Pós-Graduação

Homenagens e anúncio de edital marcam a solenidade de abertura

Por Márcia Grana

Equipe Ascom Ufam

Na manhã desta segunda-feira, 19, ocorreu, no auditório Rio Amazonas, a aula inaugural da Pós-Graduação da Ufam. Antes de a aula ser proferida pelo presidente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), professor Ildeu Moreira, o reitor da Ufam, professor Sylvio Puga, comandou a solenidade de abertura.

Compuseram a mesa de honra da solenidade de abertura presidida pelo reitor, a pró-reitora de Pesquisa e Pós-graduação, professora Selma Baçal; a diretora do Departamento de Acompanhamento e Avaliação da Pós-Graduação (DAV/Ufam), professora Adriana Malheiro Alle Marie; o diretor técnico-científico da Fapeam, Dércio Luiz Reis e o palestrante e presidente da SBPC, professor Ildeu de Castro Moreira.

Durante a solenidade, o reitor saudou as autoridades acadêmicas presentes e agradeceu ao presidente da SBPC por proferir a aula inaugural da Pós-graduação da Ufam, a parceria com a Fapeam e também cumprimentou os novos mestrandos e doutorandos. “Quero saudar todas as autoridades acadêmicas presentes e agradecer ao doutor Ilneu por vir proferir a aula inaugural da nossa Pós-graduação, uma aula que se reveste de caráter especial por trazer pessoas que, assim como nós, lutam pela defesa da Universidade Pública e gratuita, pela defesa da Universidade socialmente referenciada e pela defesa da pós-graduação de qualidade. Quero aproveitar também para agradecer a parceria com a nossa querida Fapeam, pela sua constante disponibilidade para o diálogo. Desejo também cumprimentar os novos mestrandos e doutorandos da Ufam. Digo a vocês que a jornada não será fácil, mas ao término dela vocês serão os melhores exemplos da melhor formação disponibilizada na nossa Universidade”, discursou o reitor.

O diretor-técnico e científico da Fundação de Amparo e Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), Dércio Reis ressaltou o compromisso de a Fapeam sempre apoiar as ações da pós-graduação no Amazonas. “Em nome do nosso diretor-presidente, professor Edson Barcelos, gostaria de ressaltar o nosso compromisso em apoiar as ações de pós-graduação em nosso Estado, pois a Fapeam tem cinco linhas de ação e a primeira delas é a formação de recursos humanos. Apesar das dificuldades que temos enfrentado nos últimos anos com a instabilidade econômica e política do país, mantemos o apoio que é possível ser dado à pós-graduação para que o nosso país consiga resultados melhores dentro do que se propõe. Contem sempre conosco”.

A pró-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação, professora Selma Baçal, destacou os números da pós-graduação no Amazonas. “No Amazonas, temos 56 programas de pós-graduação oferecidos pela Capes. A Ufam oferece 51% dos programas de pós-graduação do Estado. Dos cursos de mestrado, a nossa Universidade tem 62% dos cursos oferecidos no Estado. Em resumo, a nossa Universidade é tão grande quanto a nossa responsabilidade. Apostamos desde o ingresso de nossos alunos na Graduação da Ufam, através da Iniciação Científica, para que venham a prosperar em nossos mestrados e no doutorados”

Lançamento de Edital

A pró-reitora anunciou ainda um Edital voltado a pesquisas sobre os problemas da Ufam. “Com o apoio da Administração Superior da nossa Universidade, lançaremos o Edital de pesquisas acerca de problemas da nossa Universidade, voltado a produzir pesquisas de interesse da nossa Instituição. Temos problemas aqui na Ufam da proporção de cidades medianas e precisamos conhece todos eles e apontar soluções. O Edital deverá apoiar de dez a quinze projetos de pesquisas a serem desenvolvidas na nossa Universidade, ao longo de 2018 e 2019”, ressaltou a pró-reitora.

Homenagem

A solenidade abrigou também uma sessão de homenagens aos Programas de Pós-Graduação da Ufam pela conquista da melhor nota junto à Capes no quadriênio 2013/2016.

Receberam placas alusivas à nota 4, os coordenadores do Programa de Pós-graduação em Engenharia Elétrica, professor doutor Vicente Ferreira de Lucena Júnior; a coordenadora do Programa de Pós-Graduação em História, professora doutora Patrícia Maria Melo Sampaio e a coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Física, professora doutora Daniela Menegon Triches. Pela nota 5, o coordenador do Programa de Pós-Graduação em Informática, professor doutor Eduardo Luzeiro Feitosa recebeu placa alusiva à consolidação da nota junto à Capes. Ele declarou que a homenagem é de todo o Instituto de Computação. “Essa homenagem é para todos os nossos docentes, técnicos e para os nossos alunos que tanto se dedicam e tanto são cobrados também. Em 2013, alcançamos a nota 5 e, agora nesse quadriênio, mantivemos a nota. Nosso Programa de Pós-Graduação trabalha com seis áreas principais, entre elas a Aprendizagem de máquina e a Robótica, com pesquisas que nos colocam entre os 17 melhores Programas de pós-graduação do país na área de computação. Por ser algo tão batalhado, ficamos muito orgulhosos de mais essa conquista do Icomp”, ressaltou o professor Eduardo Feitosa.

Aula inaugural

Durante a aula inaugural, o presidente da SBPC, físico Ildeu de Castro Moreira, apresentou avanços da Ciência e Tecnologia nas duas últimas décadas; comentou a importância da Ciência e da Tecnologia para o país, além dos principais desafios da ciência no Brasil. “Tivemos aumento na produtividade científica. O Brasil atualmente ocupa o 13º lugar entre os países de maior produção científica, o que é resultado de investimentos continuados nas universidades e institutos de pesquisa, em particular do CNPq, da Capes e da Finep, e das fundações estaduais de amparo à pesquisa, mas ainda temos grandiosos desafios, como a melhoria de qualidade na educação e na divulgação científica; o desafio de conseguir mais recursos para a Ciência e a Tecnologia; o desafio do excesso de burocracia, entre outros”, destacou o palestrante, que também comentou sobre a 70ª Reunião Anual da SBPC, a ser realizada de 22 a 28 de julho de 2018, na Universidade Federal de Alagoas.

Palavra de mestranda

Aluna do Programa de Pós-Graduação em Odontologia, Juliana Lopes de Sá, gostou da programação de acolhida aos ingressantes do mestrado e doutorado. “Embora eu não tenha sido aluna da Ufam na minha graduação, ingressar no mestrado aqui me traz perspectivas muito boas. A Ufam, com toda a preparação para recepção dos alunos ingressantes, nos mostra novos caminhos para o aprendizado, nos coloca em contato com outras perpectivas. Espero sair daqui com, além do título, uma grande experiência na docência. Serão 2 anos de cursos muito bem aproveitado

Confira notícia relacionada:

Presidente da SBPC profere aula inaugural da Pós-graduação da Ufam

ACESSO RÁPIDO