Estudantes de Direito participam de Julgamento Simulado Internacional nos EUA

Ao todo, seis estudantes, de períodos variados, entre oradores e observadores, participam até o dia 24 de maio, na American University Washington School of Law (USA), da Competição de Julgamento Simulado do Sistema Interamericano de Direitos Humanos, cujo objetivo é capacitar estudantes de Direito no Sistema Legal Interamericano, como um fórum legítimo para a indenização de transgressões de Direitos Humanos. 

A competição é uma atividade trilíngue (inglês, espanhol e português) que, desde 1995, capacitou mais de mil participantes, entre estudantes e professores de mais de cem universidades nas Américas. Durante o evento, um caso hipotético funcionará como base das discussões que está relacionada a temas atualmente debatidos no sistema interamericano.

Nos seis dias de simulado, os estudantes discutirão o caso por meio de um memorial escrito e de argumentos orais, apresentados perante especialistas em Direitos Humanos, que atuam como a Corte Interamericana de Direitos Humanos. 

Para o diretor da Faculdade de Direito (FD), professor Sebastião Marcelice, o intercâmbio desses estudantes representa um importante significado para a FD, uma vez que o encontro é internacional e reúne instituições de diversos países. Segundo ele, os estudantes obterão experiências acadêmicas e profissionais, tendo contato com a estrutura processual do direito americano diferente do direito brasileiro, com o qual estão habituados. Além disso, o contato com acadêmicos de instituições estrangeiras possibilita a troca de experiências.

O diretor declarou que a participação da UFAM tem sido uma das mais significativas em razão da maneira como os estudantes foram credenciados, qualificados e do aceite pela Universidade Americana.

Ações direcionadas a pesquisa são metas a serem cumpridas ainda este ano. A qualificação dos professores por meio dos Programas de Pós-Graduação e a contratação de professores doutores são destacadas como forma de fortalecer a pesquisa e a qualidade do ensino na graduação, conforme afirmou o diretor.

Expectativas

A estudante do 3º pAo centro, diretor da FD, Sebatisão Marcelice, com os acadêmicos Karollyne e GabrielAo centro, diretor da FD, Sebatisão Marcelice, com os acadêmicos Karollyne e Gabrieleríodo do curso de Direito, Karollyne Lima Barbosa, 19, disse estar muito otimista e que sua ida aos EUA contribuirá tanto no âmbito acadêmico quanto no social. Segundo ela, a convivência com pessoas de diferentes países e culturas, permitirá compreender, sob o ponto de vista delas, o caso hipotético que será analisado naquela Universidade.

Entusiasmado em representar a UFAM, Gabriel de Souza Cruz Evelin Coelho, 20, estudante do 5º período, acredita que terá uma visão mais ampla do evento, uma vez que sua participação será apenas como observador e não como orador. O estudante não terá dificuldade de acompanhar os procedimentos do evento, pois as discussões terão tradução simultânea.

 

Equipe

A equipe que representará a UFAM é composta por Luciano Tavares Araujo, Daniela Lorena Leon Graça, como oradores e Karollyne Lima Barbosa, Gabriel de Souza Cruz Evelin Coelho, Laura Fernanda Melo Nascimento, Lucas Alberto de Alencar Brandão, como observadores. A maioria desta equipe é composta por  membros do Grupo de Estudos do Sistema Interamericano de Direitos Humanos (GESIDH).

Desde seu início a UFAM apoia o GESIDH, com ajuda de custo que possibilita a atuação destes alunos. Além disso, houve a contribuição de professores no esclarecimento de dúvidas sobre o caso hipotético.