Exame Periódico Odontológico para servidores: saiba a importância do diagnóstico precoce

Foto: arquivo AscomFoto: arquivo AscomComeçou em julho e segue até dezembro, o Exame Periódico Odontológico (EPO) para todos os servidores da Ufam. Os objetivos do exame são para diagnosticar, de forma precoce, alterações bucais ou sistêmicas que podem afetar as condições de trabalho e orientar os servidores quanto aos cuidados que devem ser tomados em relação à saúde bucal e a saúde física, como um todo.

O EPO é realizado no Centro de Atenção Integral à Saúde (CAIS), situado no Setor Sul do campus universitário. O agendamento é feito pelo telefone (92) 3305-1181 / Ramal 4226, no horário de 8h às 11h30 e das 14h às 17h, ou pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

No dia da consulta, o servidor deve apresentar um questionário de saúde preenchido (Acesse).

 

Saúde bucal e rendimento no trabalho

A saúde bucal tem uma íntima relação com o rendimento no trabalho. Segundo a perita odontóloga do Subsistema Integrado de Atenção a Saúde do Servidor (SIASS), Edna Reis, conhecer as condições bucais atuais, por meio do diagnóstico precoce do EPO, dá ao servidor a oportunidade de entender outros problemas de saúde.

“A alteração de posição da mandíbula (que pode ser causada por cáries ou por dentes amolecidos ou pela ausência de próteses ou até pela presença de próteses mal adaptadas e/ou apertamento dos dentes, de forma involuntária), pode causar dores na região da cabeça e pescoço, que poderão prejudicar a postura de trabalho. A postura de trabalho também pode causar má posição da cabeça que, por sua vez, poderá trazer desconforto e comprometer o rendimento no trabalho”, explica a perita.

Outro exemplo citado por Edna é a provável relação dos sangramentos gengivais com problemas estomacais. “Sangramentos gengivais podem estar atrelados a problemas estomacais não diagnosticados. O ronco, as palpitações, queimações bucais e até mesmo a insônia podem estar associados a problemas bucais ou aí se refletirem”.  

Em caso de diagnóstico precoce, os peritos odontólogos do SIASS e do CAIS, com o auxílio de técnicos de Enfermagem, fornecerão orientações individuais e personalizadas aos servidores para prevenir agravos à saúde futura.  

O SIASS tem como objetivo coordenar e integrar ações e programas nas áreas de assistência à saúde (saúde suplementar), perícia oficial, promoção, prevenção e acompanhamento da saúde dos servidores da administração federal. Logo o tratamento, propriamente dito, não é feito pelo SIASS, mas poderá ser viabilizado pelo subsistema, uma vez que trará substratos que comprovem a necessidade.

Notícia relacionada

Progesp e SIASS realizam Exame Periódico Odontológico para servidores até dezembro